Cajazeiras-PB, 24/10/2017

CRISTINA MOURA

CRISTINA MOURA
Jornalista e professora. Reside em Vitória-ES.

Café quentinho com tapioca

As tradições folclóricas são saborosas com o povo do sertão. As festas juninas e julinas são sempre melhores no interior, preferencialmente na zona rural. Um pavilhão de significados, girando, girando. …

CLIQUE E LEIA

A gramática da limpeza

Estive pensando, pensando. Tomei algumas decisões que pareciam urgentes. Vou fazer uma limpeza gramatical de pensamentos. As figuras de linguagem me auxiliarão nessa viagem. Economizarei alguma coisa, eliminarei esforços, vou …

CLIQUE E LEIA

Nós, os coleguinhas

Nosso imaginário era pura disciplina. Acordar cedo, tomar um banho frio, fazer um lanche, chegar à escola. Da Rua Justino Bezerra até a Escola Nossa Senhora do Carmo parecia uma …

CLIQUE E LEIA

Fazenda

Meu universo pomar se incandesceu de maçãs. Como em canto, também uvas enfileiradas. Meu universinho pomar se enverdejou de inverno, propôs mais verde, teceu o laranjal. Veja, moço, como a …

CLIQUE E LEIA

O povo wiaóke II

Na minha frente, o mundo se abria, vertiginoso, dizendo aos meus olhos que tudo é um mistério voador. Um cheiro alegre e acolhedor me fez chorar pelas narinas. Era um …

CLIQUE E LEIA

Ploft

Sinto pena do vendedor de sonhos. Sinto pena dos sonhos. Peço desculpas por estar sentindo pena, pois pena é falta do que fazer. E foi, sem ter o que fazer, …

CLIQUE E LEIA

Um tom quase dourado

Sem pedir licença, Alice foi logo subindo no palco, pegando o microfone e falando que era aquilo mesmo, um por todos. Queria ser a presidente da turma, naquele dia vestiu-se …

CLIQUE E LEIA