Cajazeiras-PB, 16/12/2017
HOME » ALMANAQUE » Velhos carnavais…

Velhos carnavais…

Na época dos Carnavais, anos 40 / 50, reinavam os confetes, as serpentinas e os lança-perfumes… Novos amores chegavam com as chamadas folias de Momo… Uns ficavam, e outros se iam com as lembranças festivas dos bailes do Tênis Clube e do 1º de Maio. Os corsos, ah!, os corsos da Praça João Pessoa!…

Usava-se e abusava-se dos folguedos. Mas, – pasmem!… – tudo era feito na mais perfeita calma e tranquilidade, sem que houvesse a necessidade ostensiva da polícia. Os foliões, eles mesmos se policiavam, embora o uso do lança-perfumes fosse livre para todos. Quanto muito, abusava-se do “mela-mela”, nada, além disso.

Na periferia, os chamados “blocos de sujos” promoviam os seus desfiles, geralmente campeados pelo famoso “jaraguá” de Tião, este devidamente fantasiado e portando a sua “caveira de burro”, com a “macacada” gritando atrás: “- Abra a boca, jaraguá, quá, quá, quá, quá!…” Eram três dias de folia, rimando com alegria. Hoje, a sua rima é bem outra: necessidade de saudade, de paz e de tranquilidade…

FRANCELINO SOARES PARA O GAZETA DO ALTO PIRANHAS

SOBRE FRANCELINO SOARES

FRANCELINO SOARES

Professor e apresentador na Rádio CBN João Pessoa.

COMENTÁRIOS

  1. Francelino Soares de Souza

    Fico imensamente grato e feliz com a publicação de minha modesta cooperação para o Gazeta do Alto Piranhas. É o que faço com a maior satisfação, pois busco divulgar as coisas “idas e vividas!” de nossa querida Cajazeiras. Parabéns a Christiano pela iniciativa e contem sempre comigo para divulgá-las. Solicito dos “curtidores” enviarem-me alguma foto ou algum fato antigo, a fim de que possamos aqui divulgá-los. Um abraço para vocês – Prof. Francelino (francelino-soares@bol.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *