Treze perde e permanece na Série C em 2014


treze-goiania-out2013
Com dois gols do atacante Frontini, o Vila Nova venceu o Treze por 2 a 0 no Serra Dourada e conquistou uma vaga para a Série B do Campeonato Brasileiro. O Treze optou em jogar pelos contrataques, com apenas Tiago Chulapa na frente.

No primeiro tempo, o Vila Nova atacou mais, mas sem acertar o gol de Éder. Em apenas um chute fraco e de longe, o Vila fez Éder trabalhar.

O torcedor colorado que quase lotou o Serra Dourada neste domingo (27) fez a diferença, ajudando a equipe, que jogava pressionada por ter perdido o jogo de ida por 1 a 0, a vencer a partida.

O time goiano se limitava a cruzar bolas pelo alto e a zaga do Treze se mostrou bem posicionada, até uma falha de marcação aos 42m47 do primeiro tempo, quando de um cruzamento o atacante argentino naturalizado brasileiro subiu e cabeceou à meia-altura no lado esquerdo da meta de do goleiro trezeano, que não chegou a tempo na bola. Vila foi para o vestuário com a vantagem de 1 a 0, que levava a disputa da vaga na Série B para a disputa por pênalti.

No segundo tempo, o Treze tentou ser mais efetivo no ataque, mas proporcionou contra-ataques mais perigosos do Vila Nova. Mas a partida foi decisiva num lance de infelicidade do cabeça-de-área Sapé, que perdeu a bola quando tentava um lance na intermediária do seu campo. O atacante Frontini foi lançado e chutou forte no meio do gol, para liquidar a partida e fazer 2 a 0.

O Treze ainda tentou fazer um gol, o que lhe daria a classificação, já que na primeira partida venceu por 1 a 0 em Campina e o gol fora de casa valia por dois.

O Vila Nova levou o resto da partida se aproveitando das falhas do Treze. O goleiro Éder fez pelo menos três grandes defesas. Em outro lance de contra-ataque, Frontini foi lançado, passou por Éder e chutou cruzado. O zagueiro Pitty tirou praticamente em cima da linha.

No final do jogo, o Treze já não tinha pernas para revidar os ataques do Vila Nova.

A estratégia do técnico Heriberto da Cunha de escalar Marco Aurélio para fazer dupla de ataque com Frontini para acabar com o jejum de gols deu certo. Há mais de dois meses um atacante colorado não balançava as redes.

PORTAL CORREIO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *