Tiko Miudezas fala sobre a desistência do Paraíba na Segunda Divisão

TATYANA
0 38
AM3 – 250×250

tiko-miudezas2

Tiko Miudezas (foto), Presidente do Paraíba Esporte Clube da cidade de Cajazeiras, fez alguns comentários sobre a desistência do clube da Segunda Divisão do Campeonato Paraibano deste ano que terá início no dia 28 de setembro e ao mesmo tempo, justificou o porquê a diretoria do clube resolveu desistir que o clube participasse da competição.

“Antes que a reunião fosse realizada na sede da FPF em João Pessoa, a nossa intenção era que o Paraíba voltasse a representar a cidade de Cajazeiras na Segunda Divisão, onde a nossa intenção era voltar a atuar na Série A que será realizada em 2015, mas devido o clube não ter tido apoio de nenhum patrocinador, chegamos a conclusão de que a participação do time no Campeonato deste ano, não daria certo, devido a parte financeira se tornar complicada e para evitarmos problemas de débitos com os atletas, comissão técnica, FPF, comércio e outras entidades, resolvemos desistir”, disse o presidente.

Com relação a opinião dos torcedores do Paraíba após a diretoria ter determinado a desistência do clube neste ano de 2014, Tiko fez os seguintes comentários: “Primeiramente quero dizer que aqui em Cajazeiras, a maioria das pessoas não tem definição de torcer pelo time A ou B, torcem apenas pelas realizações dos jogos e quando acontece alguma partida no Perpetão, a participação das pessoas normalmente é muito boa, independentemente do clube participante e foi exatamente por esse motivo que muita gente se revoltou quando foi feita a divulgação da não participação do clube na Série B deste ano”, disse Tiko.

Com relação a opinião da participação dos demais clubes do sertão e de outras cidades da Paraíba que irão participar deste ano, Tiko comentou: “ Ano político, é totalmente diferente dos demais e é por esse motivo que diversos clubes resolveram a participar da competição a ser realizada neste ano de 2014, onde a maioria dos times, não terá condições de atuar com os seus jogos nas suas cidades, devido não existir campos com qualidades suficientes a serem aprovados e nesse caso, as partidas deverão ser disputadas em outras cidades, onde poderá causar revolta aos seus torcedores, onde a maioria não terá condições de se deslocar para assistir as partidas fora da sua cidade”. Finalizou Tiko Miudezas.

AGORA ESPORTES
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.