Teatro Ica: fotografias e história dos seus 28 anos


teatro 1 planta antiga_631x480
Na primeira ideia de sua construção, o Teatro – Casa da Cultura (como era chamado carinhosamente por Bira Assis) seria construído por trás da Biblioteca Municipal, com sua frente para a rua Victor Jurema, conforme desenho acima feito pela arquiteta Jeanne Pires.

 

Em 1975, representantes da classe teatral de Cajazeiras, entregaram a maquete e o pré-projeto do nosso teatro (ainda sem nome) ao Governador Ivan Bichara que prometeu e não construiu. Na foto acima, Dona Ica – que seria no futuro a homenageada com seu nome no teatro, está na última cadeira.

 

No governo de Tarcísio de Miranda Burity a classe teatral de Cajazeiras colocou esta faixa na frente do Teatro Santa Roza em João Pessoa. A mesma permaneceu lá por quase três meses. Burity prometeu, mas não construiu.

 

Em 1984, o Governador Wilson Leite Braga, que não havia prometido, pegou o projeto de Jeanne, (que juntamente com integrantes do teatro cajazeirense sonhava ver um dia o seu projeto concretizado) e começou a sua construção. Era a esperança ofuscada que começava ascender nos corações dos atores amadores de Cajazeiras.

 

Exatamente no dia 26 de janeiro de 1985, numa tarde festiva que contou com a participação de representantes da Associação de Teatro Amador de Cajazeiras (ATAC), Federação Paraibana de Teatro e mais de oito grupos de teatro da cidade, o ator Lúcio Vilar (a caráter) leu o manifesto de inauguração do Teatro Íracles Pires. Fechavam-se as cortinas de mais de uma década de luta e a realização do sonho dos amadores em luzes e cores.
PRECIOSAS INFORMAÇÕES DA AC2B E DO BLOG CAJAZEIRAS DE AMOR

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *