Súmulas indicam que Atlético de Cajazeiras escalou 3 jogadores suspensos no Paraibano

AM3 – 250×250

dsc_0177_1

A diretoria do Lucena denunciou nessa quinta-feira o Atlético de Cajazeiras por escalações irregulares de três atletas e pede ao Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba a perda de pontos do time nas partidas em que os jogadores foram ilegalmente escalados. Apesar de ser recorrente esse tipo de denúncia, o mais inusitado é o motivo.

Segundo o Tubarão do Norte, o lateral Marquelino, o zagueiro Alisson e o volante Fabinho Vitória atuaram com três ou mais cartões amarelos acumulados no Campeonato Paraibano de 2015 sem cumprir suspensão automática. Diante da denúncia, a reportagem consultou as súmulas dos 15 jogos disputados até o momento pelo Trovão Azul e percebeu que o caso é de fato atípico (o clube atleticano, que hoje tem 16 pontos, poderá perder até 14 deles, caindo para a lanterna e sendo rebaixado).

Para se ter uma ideia, no caso mais curioso, Marquelino levou dois cartões amarelos e acabou expulso justo no jogo em que deveria ter cumprido suspensão pelo excesso de advertências recebidas em partidas anteriores.

Mas esse nem mesmo foi o primeiro problema. A primeira partida na qual isso aconteceu foi no jogo contra o Lucena, no dia 1º de abril, quando o Atlético escalou Alisson, mesmo ele não podendo disputar a partida. O zagueiro recebeu cartões amarelos no jogo contra Sousa, em 1º de fevereiro; Treze, em 10 de março; e Botafogo-PB, em 15 de março.

Já o volante Fabinho Vitória levou amarelo contra CSP, em 8 de fevereiro; Botafogo-PB, em 15 de março; e Lucena, em 1º de abril. O jogador deveria cumprir suspensão na partida seguinte do time de Cajazeiras, que foi contra o Santa Cruz-PB, em 5 de abril, mas ele jogou o duelo. Além dessa partida contra a Cobra Coral dos Canaviais, o volante ainda atuou nos dois jogos seguintes contra Auto Esporte e Botafogo-PB.

Mas o caso mais inusitado é mesmo o de Marquelino. Ele foi amarelado nas partidas contra Sousa, em 1º de fevereiro; Miramar, em 22 de fevereiro; e Santa Cruz-PB, em 5 de abril. Escalado normalmente para enfrentar o Auto quatro dias depois, o atleta recebeu dois amarelos e foi expulso, só cumprindo suspensão na partida seguinte, que foi contra o Belo.

Lucena e Atlético, junto com o Santa Cruz-PB, são os clubes que ainda brigam contra o rebaixamento (a outra vaga já é do Miramar). Atualmente é o Tricolor de Santa Rita quem está na zona de rebaixamento, mas uma punição ao Trovão poderia mudar esse quadro.

GLOBOESPORTE.COM
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.