Cajazeiras-PB, 18/11/2017
HOME » ALMANAQUE » Socorro do Gás: eficiência e dedicação

Socorro do Gás: eficiência e dedicação

Socorro_Gas_01_800x600

Uma mulher cearense, que há mais de três décadas, reside em Cajazeiras, conseguiu uma marca importante entre milhares de pessoas que trabalham no comércio local. É Maria do Socorro de Sousa, ou Socorro do Gás, como é carinhosamente chamada por clientes e amigos.

Natural de Mombaça, no vizinho Estado do Ceará, ela chegou em Cajazeiras em 1971. Em pouco tempo, ingressou, juntamente com cinco irmãos, na firma do veterano comerciante cajazeirense Waldemar Matias Rolim, que é o proprietário da Brasilgás, e atua nos setores de móveis, eletrodomésticos e gás de cozinha.

Hoje, passados 34 anos, os irmãos de Socorro tomaram rumos diferentes, e só ela manteve-se na citada firma, se constituindo numa das comerciárias com mais tempo de serviço em Cajazeiras. E o mais interessante: trabalhando numa única empresa.

Mulher simples e bastante identificada com a profissão, Socorro sente-se orgulhosa com a marca atingida. Para ela, o trabalho honesto e correto tem sido o grande segredo para vencer. “Consegui vencer porque me dediquei ao trabalho com muita correção e seriedade”, comentou.

Nesses anos todos de atuação profissional, ela faz uma avaliação muito positiva do seu relacionamento com os colegas de trabalho, com os clientes e a comunidade em geral. “O nosso relacionamento com os colegas e a clientela sempre foi o melhor possível. E não poderia ser diferente. O nosso dever é atender bem a todos”, disse Socorro, acrescentando que, ao longo dos anos, tem ampliado suas amizades em Cajazeiras.

A comerciária também fez muitos elogios a Senhor Waldemar Matias Rolim, afirmando que ele é um exemplo de patrão correto com os funcionários e amigo de todos. “Aprendi muito com ele. “Seu Waldemar sempre nos passou a idéia de que o comércio é uma grande escola, e isso foi muito positivo para o nosso crescimento profissional”, observou.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS - ED. 340 (17 a 23/06/2005)

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *