Se não sofrer gol do Vila Nova, Éder garante vaga do Treze na Série B 2014


eder-treze_1

O goleiro do Treze, Éder, um dos principais destaques do time na Série C do Campeonato Brasileiro, pode ser a ‘peça chave’ do acesso à Segunda Divisão. Isso porque, com a vitória por 1 a 0 no último domingo, em casa, o Galo joga no Serra Dourada pelo empate. O que significa que se o arqueiro alvinegro sair de campo sem sofrer gols, o time paraibano vai estar garantido na Série B de 2014.

O problema é que, apesar do bom momento vivido por Éder com a camisa 1 do Treze, o retrospecto do arqueiro não é dos melhores quando o time atua longe da sua torcida. Se jogando no Estádio Presidente Vargas, em Campina Grande, o goleiro só sofreu dois gols (contra Sampaio Corrêa e CRB), fora de casa, a história é bem diferente: em oito partidas, foram 20 gols sofridos.

Vale lembrar que Éder iniciou a Série C como titular, mas perdeu a posição para Cléber no jogo contra o Fortaleza, na sexta rodada. Ele só recuperou definitivamente a vaga após a goleada sofrida para o Santa Cruz, que, inclusive culminou com a dispensa de Cléber, que ainda sofreu três gols fora e dois em casa, totalizando 29 gols sofridos pelo time como visitante e quatro como mandante.

Esses números ruins jogando no campo do adversário, em boa parte, se deram por conta das goleadas sofridas para Cuiabá (4 a 0), Luverdense (4 a 0), Santa Cruz (6 a 0), Sampaio Corrêa (4 a 2) e Águia de Marabá (5 a 2).

Consciente da responsabilidade que tem no jogo do próximo domingo, Éder está confiante no acesso. Para ele, o Treze deve usar o regulamento em seu favor e jogar com cautela, mas sem abrir mão de atacar e, quem sabe, fazer um gol fora, que serve como critério de desempate.

– Já que o empate está bom, pode ser que o Treze entre em campo mais cauteloso. Mas isso não quer dizer que a equipe vá só se defender. O volante Sapé costuma subir ao ataque, coisa que, de acordo com ele, não vai mudar. Se tiver a chance, ele vai aparecer como elemento surpresa – comentou.

Treze e Vila Nova fazem o segundo jogo das quartas de final no próximo domingo, às 19h no horário de verão de Brasília (18h na Paraíba), no Estádio Serra Dourada. O Galo joga pelo empate ou até pode perder por um gol de diferença caso marque um ou mais gols. Para o time goiano conquistar o acesso, apenas uma vitória por dois ou mais gols de diferença interessa. Em caso de vitória do Vila por 1 a 0, a partida vai ser decidida nos pênaltis.

GLOBOESPORTE.COM

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *