Cajazeiras-PB, 21/10/2017

Rita Assis, a primeira vereadora

rita-assis_457x600

Rita de Cássia Assis Pereira, nasceu em Cajazeiras no dia 22 de maio de 1912. Era filha de Sabino Matias Coelho de Assis, primo carnal de Dom Moisés Coelho, que foi o 1º bispo da Diocese de Cajazeiras e de Dona Maria Isabel César de Assis, conhecida como Dona Nenen, que se destacou na sociedade cajazeirense como a melhor modista de sua época.

Do casamento de Sabino com dona Nenen, nasceram Adalbertina, Celsa, Judi, Tim (que reside em Cajazeiras e que foi funcionário dos Correios e Telégrafos e hoje é aposentando) e Fortunata de Assis Rolim, já falecida, que foi casada com Antonio Cartaxo Rolim, que foi prefeito de Cajazeiras.

Rita de Cássia, casou-se com o também Cajazeirense José Pereira da Silva, que residia no Sítio Cava e possuia várias fazendas no município de Cajazeiras, destacando-se a da Serra do Vital, Oitis, Coxos e Beira do Rio, que ainda pertence aos seus filhos.

Sabino e Rita moraram durante nove anos no Distrito de Engenheiro Avidos, de onde administravam suas fazendas. Desta união nasceram quatro filhos: Eudes de Assis Pereira, conhecido como “Mosquito”, tendo se revelado como jogador de futebol e foi também agente fiscal do Estado, já falecido; Zenaide, casada com um funcionário do Banco do Brasil, já aposentado, residem no Rio de Janeiro; Ivo, trabalhou no Banco Itaú, já aposentado, reside no Rio de Janeiro e Dayse, residente em João Pessoa, em cuja casa morava dona Rita Assis. Dona Rita ficou viúva no ano de 1946.

Dona Rita Assis trabalhou durante dezoito anos na Cooperativa Banco Agrícola de Cajazeiras, em cuja época não era tão comum ver mulheres exercendo profissões. Era bastante conhecida na comunidade e exercia a sua atividade de bancária com muito zelo, eficiência e presteza. Rita foi a primeira mulher cajazeirense a exercer esta função

O seu marido exercia e tinha uma influência marcante na vida política do município de Cajazeiras e ao lado de José Caetano, no distrito de Engenheiro Avidos, faziam oposição e davam trabalho aos governantes de então.

Com a morte de José Pereira, em 1946, Rita Assis não abandonou por todo a luta partidária que exercia o marido e ingressou na vida pública.

Rita de Cássia foi eleita vereadora no dia 12 de agosto de 1951, se constituindo na primeira mulher a ser eleita para a Câmara Municipal de Cajazeiras, pela (UDN) União Democrática Nacional e obteve 321 votos, nesta eleição foram eleitos ainda pela UDN Dr. Waldemar Pires Ferreira, Nelson Rolim, Raimundo Leite Rolim e pelo PSD – Partido Social Democrático, foram eleitos José Paulino, Manoel Soares, Augusto Mendes Ribeiro, Nilton Simões e Hilário Moreira. Nesta eleição foi eleito prefeito o médico Otacílio Jurema e como vice o agropecuarista Acácio Braga Rolim.

Rita Assis era conhecida como uma mulher de muita fibra e de muita coragem e teve uma participação muito forte na vida política, social e econômica de Cajazeiras.

Vale ressaltar que além das qualidades pessoais dona Rita Assis, era conhecida também, na sua juventude, como uma das mulheres mais bonita de Cajazeiras, que faziam os rapazes suspirarem diante de seu encantamento e beleza.

O falecimento de Rita Assis, ocorrido na capital do Estado, deixa a cidade de Cajazeiras de luto, pela simbologia, pelo pioneirismo, pelo ineditismo e pela representatividade e valor da mulher na terra de Mãe Aninha.

Rita Assis, foi a Mãe Aninha de Cajazeiras, nas décadas de 50 e 60 e esta cidade, os seus filhos, a sua câmara municipal, além do poder executivo têm o dever de lhe render as mais justas homenagens.

Rita é o símbolo e o exemplo das aguerridas mulheres cajazeirenses.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS - ED. 312 (03 a 09/12/2004)

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *