Cajazeiras-PB, 19/11/2017
HOME » POLÍTICA » Ricardo é reeleito governador da PB e diz que ninguém é imbatível

Ricardo é reeleito governador da PB e diz que ninguém é imbatível

RICARDO-VIBRA

O governador Ricardo Coutinho (PSB) vai governar a Paraíba por mais quatro anos. O socialista alcançou a reeleição com 52,61% dos votos válidos, um total de 1.125.956 votos; contra 47,39% (1.014.393 dos totais) de Cássio Cunha Lima (PSDB). A apuração terminou por volta das 20h, mas o resultado foi conhecido uma hora e meia antes.

De acordo com os dados do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), os votos brancos foram 43.095 (1,85%) e os nulos 141.228 (6,08%). Um total de 510.208 eleitores não compareceram às urnas, o que representa uma abstenção de 18%.

Ricardo conseguiu reverter a situação desfavorável do primeiro turno, quando Cássio foi mais votado com 47,44% dos votos válidos (965.397 dos totais) e ele obteve 46,05% ( 937.009). Nessa segunda etapa do pleito, a diferença a favor de Ricardo foi de 111.563 votos.

Com 53 anos, Ricardo Vieira Coutinho é natural de João Pessoa. Formado em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba, o governador reeleito iniciou a carreira política no movimento estudantil. Ele também teve atuação no movimento sindical, atuando na presidência do Sindicato dos Farmacêuticos e como fundador do SindSaúde. Fundou o Departamento de Saúde da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB).

Em 1990 disputou uma eleição pela primeira vez, mas não conseguiu a vaga na Assembleia Legislativa, ficando como suplente. Em 1992 foi eleito vereador em João Pessoa e dois anos depois tentou mais uma vez ser deputado e voltou a ficar na suplência. Já em 1996, conseguiu a reeleição na Câmara Municipal da capital.

Mantendo a rotina de disputar todas as eleições, Ricardo foi mais uma vez candidato à Assembleia em 1998 e dessa vez obteve sucesso. Em 2002 conseguiu a reeleição com uma votação histórica de 47.912.

No ano de 2004 deixou a Assembleia para concorrer à prefeitura da capital. Em uma aliança com o PMDB, conseguiu um expressivo resultando derrotando Ruy Carneiro (PSDB) no primeiro turno. Quatro anos depois foi reeleito prefeito, mais uma vez sendo eleito em primeiro turno.

Em sua trajetória como prefeito da capital, recebeu diversos prêmios, entre eles, o prêmio “10 Melhores Práticas de Gestão para o Desenvolvimento Humano na América Latina e Caribe”, em 2007, através da Fundação Habitat, em virtude da redução do consumo de água nos órgãos municipais. Já em 2006 foi homenageado com o prêmio ‘Prefeito Empreendedor’, título em nível regional, conferido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em resultado da criação do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP).

No começo de 2010 Ricardo deixou a administração municipal para se candidatar ao governo do Estado. Em uma aliança com Cássio Cunha Lima, ele derrotou o então governador José Maranhão e conquistou o comando do Executivo estadual.

“Nenhum de nós é imbatível. O povo tira quem quiser”, diz governador reeleito

O governador Ricardo Coutinho (PSB) falou pela primeira vez após ser reeleito neste domingo (26) durante coletiva, às 21h, no Hotel Village, em João Pessoa. O socialista agradeceu aos eleitores que deram a ele 1.125.956 de votos, o que significa 52,61%. O candidato Cássio Cunha Lima (PSDB) teve 1.014.393 votos (47,39%).

“Nenhum de nós é imbatível. O povo tira quem quiser”, analisou o governador. “Faço o agradecimento ao povo da Paraíba. O povo avança mais. Não é brincadeira ser bombardeado com tantas informações visando criar um sentimento que não se expressou. Foi disputa entre fazer e o prometer”, comemorou.

Ele destacou que esta disputa pela reeleição como a mais difícil ‘batalha’ de sua trajetória política. “Talvez esta tenha sido a caminhada mais difícil que tenha feito a longo da minha vida. Não era apenas uma eleição, não era um candidato com outro, era mais do que isso. Enfrentamos várias forças da sociedade”, disse.

Aos 53 anos, Ricardo Coutinho já foi eleito vereador por dois mandatos, deputado estadual, também reeleito para uma nova legislatura e prefeito de João Pessoa, vencendo a reeleição. Este ano ele disputou a reeleição para o Palácio da Redenção e ficou em segundo lugar no primeiro turno, realizado no dia 5 de outubro.

O governador destacou a importância da militância do grupo girassol para virar a votação neste segundo turno. “Nós tivemos uma militância fantástica, que fez a história, a história na Paraíba feita em 26 de outubro”.

Para ele o desafio após a vitória nas urnas é fazer uma aliança de governabilidade com o PT, do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo, e com o PMDB, do senador Vital do Rêgo Filho.

“Nós não fizemos uma aliança não apenas para vencer uma eleição. Essa aliança é mais que eleitoral, é programática e de governabilidade. Nós temos essa obrigação. Temos que criar um projeto político. Esse o desafio que sai das urnas”, declarou.

JORNAL DA PARAÍBA E PORTAL CORREIO

SOBRE Portal Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *