Cajazeiras-PB, 14/12/2017
HOME » POLÍTICA » Ricardo deve antecipar reforma administrativa por conta das eleições

Ricardo deve antecipar reforma administrativa por conta das eleições

olhares

Aumentam as especulações nos bastidores do Palácio da Redenção em torno da reforma administrativa que está prestes a ser realizada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) em face da aproximação do prazo para desincompatibilização dos auxiliares que pretendem disputar às eleições estaduais no pleito do ano que vem.

Apesar de o prazo se estender até abril de 2014, a reportagem do PB Agora tomou conhecimento que o socialista já trabalha com a possibilidade de antecipar a mudança para a virada do ano, com o objetivo de acomodar aliados tucanos e proporcionar novas alianças partidárias para a disputa pela sucessão estadual, retirando os filiados do PT e beneficiando os aliados do tucano Cássio Cunha Lima.

Compõem a lista dos que devem deixar o Governo Ricardo Coutinho oito auxiliares, são eles:

  • Ricardo Barbosa (PSB) – Secretário do PAC e da Suplan, que sai para disputar a ALPB.
  • Aracilba Rocha (PSL) – Secretaria de Finanças, que sai para disputar a ALPB.
  • Adriano Galdino (PSB) – Secretário Chefe do Governo do Estado, que volta para a titularidade na ALPB para disputar à reeleição.
  • Manoel Ludgério (PSD) – Secretário de Articulação Municipal, que volta para a titularidade na ALPB para disputar à reeleição.
  • Estela Bezerra (PSB) – Secretária de Comunicação, que sai para disputar a ALPB.
  • Marenilson Batista (PT) – Secretário de Agricultura, que deve entregar o cargo para beneficiar o PSDB.
  • Carlos Alberto (PT) – Secretário Adjunto da Infraestrutura, que também deve deixar o cargo para beneficiar a aliança PSB/PSDB.

A dança das cadeiras no executivo também vai gerar desdobramentos no legislativo estadual, que com a mudança deverá apontar um novo líder do Governo na Casa de Epitácio Pessoa, já que os suplentes deixam as cadeiras para dar vez aos titulares de mandato. É o caso, por exemplo, dos deputados Assis Quintans (DEM) e Hervázio Bezerra (PSB), que ficam sem nenhuma representação até o pleito do ano que vem.

Outra mudança na ALPB diz respeito ao retorno do deputado Guilherme Almeida (PSC) à titularidade, que tira a deputada Iraê Lucena (PSDB) da Casa até o pleito do ano que vem. Atualmente o parlamentar está ocupando o primeiro escalão do Governo Romero, em Campina Grande e também deverá deixar o posto para obedecer a legislação eleitoral e disputar à reeleição.

PBAGORA

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *