Cajazeiras-PB, 17/10/2017

[REUDESMAN LOPES] Só o futebol para explicar o futebol…

jogador_ajeita_a_meia_em_campo_de_futebol

Amigos (as), fiquei estupefato quando neste domingo que passou liguei o meu notebook e fui direto para ver a transmissão do jogo Atlético e Sousa e no placar estava lá, Trovão 1 Dinossauro 0, pena que o empate acontecera.

Mas, este meu espanto é advindo daquilo que estamos a ver nos jogos do Mais Querido do Sertão, um time em formação, mas, que não passa aquela confiança ao seu apaixonado e fiel torcedor. Se fizéssemos uma enquete entre os atleticanos, de cada dez, apenas um e olhe lá acreditavam no Atlético no Marizão, principalmente depois daquilo que o time apresentou contra o autinho do amor. Na sexta feira, fui ao Perpetão para falar com o amigo Luciano e, sequer tive coragem de ficar para ver o apronto para o jogo em Sousa.

Como gosto de ser verdadeiro e foi assim que dona Nazareth e seu Osmídio nos ensinou, pensei que sairíamos do Marizão com um caminhão carregado de gols contra nós, isso pelo que vimos na quarta feira passada contra o Auto Esporte, um jogo que foi tão fraco, que nem tem como se comentar e ainda bem que Joselito Feitosa quebrou o meu galho e pelo que falam do Sousa, se bem que os resultados do alviverde já nos dava uma esperança de uma derrota “educada”.

Pois bem, para este atleticano o resultado foi simplesmente fantástico, se bem que já li que Tassiano colocou que o Trovão poderia ter matado o jogo e perdemos uma penalidade por falta de liderança, controle e equilíbrio dentro do campo já que o batedor oficial é e deve ser sempre Cleiton Cearense. Entretanto essa é uma partida que fica um saldo altamente positivo e de moral para o nosso time e o seu torcedor, pois, contra o Sousa, o que vale é não perder e assim é a fala da galera.

Falando um pouco do Dinossauro, não o vi jogar ainda, mas, observei alguns momentos pela TV Diário do Sertão, me ficou a certeza que alguns jogadores tremeram e que o time em si não é aquilo que tenta se vender, ou seja, não mete medo, pelo menos contra o Atlético isso ficou bem demonstrado.

Quanto ao Atlético, tomara que Tassiano tenha aproveitado bem toda a semana de folga para cuidar de um planejamento tático que seja adequado à qualidade dos seus jogadores e que se pense em trazer alguns jogadores para reforçar e assim passar a todos nós um pouco de confiança para a longa caminhada do campeonato paraibano e a nossa briga contra a zona da confusão.

SOBRE REUDESMAN LOPES

REUDESMAN LOPES
Professor de Educação Física e escritor. Autor dos livros "História do Futebol de Cajazeiras" e "Nazareth Lopes - Uma Vida de Ensinamentos"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *