Cajazeiras-PB, 20/10/2017

Rede paraibana de bancos de leite humano atinge nível de excelência

BANCO-DE-LEITE22

Seis bancos de leite humano da Paraíba foram certificados pelo Programa Ibero-Americano, do Ministério da Saúde e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que avalia os serviços nas categorias ouro, prata e bonze, de acordo com a quantidade de equipamentos, qualificação dos profissionais e o nível de qualidade dos serviços. A entrega dos certificados aos representantes dos bancos aconteceu nesta sexta-feira (7) pela manhã, na sede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), na capital.

Receberam a certificação ouro os Bancos de Leite Anita Cabral, de João Pessoa; Josefa Garcia Rolim, de Cajazeiras; e Dr. Virgílio Brasileiro, que funciona no ISEA, em Campina Grande. Já o certificado prata foi entregue aos Bancos de Leite Dra. Zilda Arns, da Maternidade Cândida Vargas, na capital; Merijane Claudino da Silva, em Guarabira; e Vilani Kehrle, da Maternidade Peregrino Filho, em Patos.

A entrega dos certificados foi realizada durante o encerramento do curso de Processamento e Controle de Qualidade em Leite Humano, que aconteceu durante toda a semana para os profissionais de todos os bancos de leite do estado.

“Esta atividade está dentro das prerrogativas previstas no programa Ibero-Americano para a entrega da certificação. A partir deste curso, os profissionais serão multiplicadores de informações em suas unidades e ressalta ainda a nossa constante busca pela melhoria da qualidade dos serviços, garantindo à população um produto com qualidade certificada”, informou a diretora do Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, Thaíse Ribeiro.

A representante do Banco de Leite Humano de Cajazeiras, Mariana Figueiredo, salientou a importância de receber qualificações periódicas. “Nós vivemos na rotina técnica e clínica e precisamos constantemente de atualizações. A intenção é tirar dúvidas e melhorar técnicas usadas no dia a dia. Hoje, no término, conseguimos perceber que temos segurança para desempenhar nosso trabalho e certeza de que estamos passando o melhor produto para a população”, afirmou.

A bióloga e consultora da Fiocruz, Celina Lira, foi uma das ministrantes do curso. “Trouxemos nossas experiências para auxiliar um Estado que busca crescimento e aprendizado no que tange à qualidade do leite humano. Notamos que os profissionais estão comprometidos com a excelência do serviço prestado e a resposta do curso foi a melhor possível”, disse.

Programa Ibero-Americano – O Programa foi iniciado em 2012 e o processo de credenciamento dos bancos de leite é realizado anualmente. Em 2013, foram cadastradas três unidades da Paraíba. Em 2014 foram credenciadas todas seis.

“Conseguir cadastrar todos os bancos é uma prova de que os trabalhos realizados, durante o ano, melhoraram a qualidade do serviço e do leite oferecido à população. Nós investimos e continuaremos a investir na capacitação de profissionais de saúde e na melhoria dos equipamentos e da estrutura física das nossas unidades. Nossa meta é que em 2015 todos os bancos atinjam o nível ouro de qualidade”, disse Thaíse.

Rede – A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano é uma iniciativa do Ministério da Saúde e da Fiocruz, com o objetivo de promover a saúde da mulher e da criança, por meio da construção de alianças com órgãos federais, estaduais e municipais, iniciativa privada e toda sociedade, no âmbito da atuação de Bancos de Leite Humano (BLH), que têm se configurado como uma das mais importantes estratégias da política pública em favor da amamentação.

Nessa dinâmica, a Paraíba atualmente conta com seis bancos de leite humano e 17 postos de coleta, estrategicamente, implantados nas regiões do Estado. Para o suporte técnico e coordenação geral, contam com o Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, em João Pessoa, anexo à Maternidade Frei Damião, que desde sua inauguração contribui para o fortalecimento e incentivo à prática da amamentação.

PBAGORA

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *