Cajazeiras-PB, 24/11/2017
HOME » COLABORADORES » [JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE] Rádio Alto Piranhas rumo ao cinquentenário

[JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE] Rádio Alto Piranhas rumo ao cinquentenário

rap-caldeira

Neste dia 1º de julho, a Rádio Alto Piranhas de Cajazeiras, completa 49 anos de fundação. É o aniversário de uma história de sucesso, que começou em 1966, quando a cidade teve o privilégio de ganhar a concessão desse importante veículo de comunicação.

A emissora foi concedida a um grupo de religiosos, na época, constituído pelo bispo Dom Zacarias Rolim de Moura, monsenhor Abdon Pereira e monsenhor Vicente Freitas. Os três, representando a Diocese de Cajazeiras, foram os responsáveis diretos pela instalação e seu funcionamento. O Monsenhor Abdon foi o seu primeiro diretor administrativo.

Um fato marcante dessa trajetória aconteceu em 1983, quando a emissora deixou de ser mantida pela Diocese, com o seu controle passando para o empresário Francisco Arcanjo de Albuquerque, de saudosa memória, e hoje continua com os seus herdeiros, sob a orientação de José Antonio de Albuquerque.

No próximo ano a emissora completará 50 anos de existência de bons serviços prestados à causa do desenvolvimento político, social e cultural de Cajazeiras e do Sertão da Paraíba.

Estamos pretendendo para nesta data cinqüentenária a inauguração de sua nova sede, cujo projeto já está em fase final de elaboração e que no inicio do mês de julho daremos inicio a construção.

Temos ainda dois projetos em andamento, mas que dependem do Ministério das Comunicações: o primeiro é a definição do sistema que o governo federal vai implantar no Brasil para melhorar a qualidade de som das emissoras de Ondas Médias, quando será necessário a aquisição de novos equipamentos e outro é o de aumentar a potência da emissora para o máximo que for permitido pela Anatel.

Na realidade a Rádio Alto Piranhas foi constituída no dia 21 de dezembro de 1961, mas só foi para o ar no dia 1º de julho de 1966, portanto cinco anos depois e este é um fato que marca o pioneirismo de Dom Zacarias Rolim de Moura, que é o seu verdadeiro fundador e autor da idéia, com “finalidades educacionais, cívicas e patrióticas”.

A emissora esteve sob o comando da Diocese de Cajazeiras durante 17 anos, para no ano de 1983 ser transferida a sua concessão para Francisco Arcanjo de Albuquerque, de saudosa memória, que foi seu diretor até novembro de 2002, para em seguida ter como diretora até os dias atuais Maria Antonieta Cavalcante de Albuquerque.

Ao longo destes 49 anos de existência esta emissora se constitui num importante veículo de divulgação de noticias, entretenimento e prestadora de relevantes serviços a todo o sertão da Paraíba, além de se irmanar às causas mais justas do povo e se destaca também na defesa intransigente dos interesses dos menos favorecidos da vida.

Rumando para o cinqüentenário, voltamos a reafirmar o nosso compromisso de continuar honrando as melhores tradições religiosas, culturais e educacionais, informando, educando e divertindo.

Quero também destacar que os nossos sucessos vêm dependendo de todos os nossos ouvintes, além de nossos clientes, funcionários e colaboradores. Sintam-se convidados para as celebrações de nossos 50 anos de vida, da “Emissora de Cajazeiras que o Nordeste Conhece”, a Rádio do Povo.

SOBRE JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE

JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE

Professor e historiador, fundador do jornal Gazeta do Alto Piranhas e diretor da Rádio Alto Piranhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *