Cajazeiras-PB, 21/10/2017

[REUDESMAN LOPES] Qualidade zero

Assistimos da parte do glorioso Atlético Cajazeirense Desportos, mais uma vez, a repetição de um futebol medíocre, sem nenhuma qualidade técnica e tática e pior que tudo, em casa, com mando de campo e apoio fantástico do seu torcedor e principalmente da Mancha Azul.

Não sei isso já falando do torcedor, até onde possa aguentar tamanha pobreza técnica dos nossos jogadores. O certo é que erramos feio, novamente, na formação do grupo de jogadores responsáveis em vestir a camisa alvi anil, aliás, essa é uma tradição atleticana, formar time fraco nos últimos anos.

Esse é, sem nenhuma dúvida, o grupo mais fraco, mais sem qualidade técnica, que o Atlético Cajazeirense de Desportos já formou em todos os tempos do seu profissionalismo e, vou mais além, até do seu amadorismo, nem meurimão, com os seus “condenados”, nome que ele denominava ao “resto” de jogadores que sobrava de outras equipes e vinha para vestir a camisa do time amador do Atlético, era mais fraco técnicamente que este a quem estamos a teimar em ver, aqui e acolá.

Quem foi domingo 08 ao Colosso das Capoeiras deve ter saído, como eu já fizera na partida contra o Auto Esporte, com o sentimento de profunda tristeza pela incompetência técnica da nossa equipe, é de fazer pena, ver esse Atlético de hoje entrando em campo com a responsabilidade de defender tamanha tradição. Como pode um reserva de lateral direito ser elevado ao ponto de ser a grande estrela do time e como atacante desse?

Por essa ninguém esperava, mas, é a pura verdade a que chegamos nesta equipe titular do Atlético. O que mais me incomoda é ver o esforço e dedicação de Essuélio e Arlan Rodrigues e em campo os jogadores decepcionando e acabando com tudo de grandioso que ele está fazendo para segurar essa barra que sabemos é extremamente pesada.

Entendo que a cidade deveria se unir em torno de um projeto de cooperação ao Atlético, ele nos representa, então necessário se faz tomar providências ainda enquanto é tempo, isso passa pelas dispensas e chegadas de jogador e de qualidade técnica, do contrário, como venho repetindo a cada coluna, estaremos sem nenhuma dúvida de volta a segundona do paraibano em 2016.

SOBRE REUDESMAN LOPES

REUDESMAN LOPES
Professor de Educação Física e escritor. Autor dos livros "História do Futebol de Cajazeiras" e "Nazareth Lopes - Uma Vida de Ensinamentos"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *