Prefeitura determina instalação de ambulantes na Praça Emídio Cartaxo

AM3 – 250×250
VENDEDORES AMBULANTES COMERCIALIZAM NO LARGO DA TELEMAR
VENDEDORES AMBULANTES COMERCIALIZAM NO LARGO DA TELEMAR

Depois de muita polêmica e bate-cabeça entre representantes da Prefeitura, da Câmara de Vereadores e dos próprios comerciantes ambulantes, foi definido em lei municipal, o espaço denominado de largo da Telemar para instalação dos vendedores de confecções, frutas e outros produtos, proibidos de ocuparem as calçadas e vias públicas no centro da cidade de Cajazeiras, por decisão da Justiça.

A atual gestão municipal se comprometeu, inicialmente, de construir uma estrutura adequada no local para apenas os vendedores de confecções, CDs e DVDs, durante o dia, e lanches no período da noite, sendo que o comércio de frutas e verduras seria deslocado para a Praça Coronel Matos e Central de Abastecimento, onde também seriam dadas as condições de instalação.

A solução não foi viabilizada no tempo acordado com a Justiça, o que levou os comerciantes ambulantes a pressionar por uma solução rápida, que foi a instalação de todos juntos sem a estrutura física necessária. Para tanto, a Câmara Municipal aprovou, urgentemente, projeto de lei que permite a ocupação da referida área pública, no centro da cidade. Entre os ambulantes, o clima ainda é de insatisfação.

Por outro lado, os proprietários de bares, lanchonetes e espetinhos continuam impedidos de ocupar as calçadas com mesas e cadeiras. A lei aprovada no legislativo municipal para que esses comerciantes ocupem parte do passeio público, segundo se informa, não tem poder sobre a decisão da Justiça. O Ministério Público local já teria antecipado a uma comissão de vereadores e ambulantes, que essa decisão beneficiando os comerciantes de bares e restaurantes não terá validade.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.