Cajazeiras-PB, 12/12/2017
HOME » REGIONAL » Prefeitura de São João do Rio do Peixe não repassa descontos do INSS de servidores

Prefeitura de São João do Rio do Peixe não repassa descontos do INSS de servidores

airton-pires-sao-joao-nov2014_568x600

Vários servidores públicos efetivos e cargos comissionados da Prefeitura Municipal de São João do Rio do Peixe, Sertão do estado,  estão alegando que o município não efetua o repasse de suas contribuições previdenciárias ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) recolhidos pela municipalidade direta no contracheque dos funcionários. A denúncia foi feita à imprensa na manhã desta terça-feira (11), pelo Vereador,  Deri  do Gravatá.  “São várias as reclamações de servidores que estão se sentindo prejudicados com o problema que poderá ganhar o caminho das vias judiciais.” Revela.

Apesar da identificação do problema, não existem números oficiais levantados pelas secretarias municipais responsáveis, que ainda não sabem por quanto tempo o repasse deixou de ser feito ou quem realmente está prejudicado.

O vereador lamentou que pelo menos R$ 500 mil foram pagos de multas ao instituto de previdência. Esse valor é o acumulado desde que o prefeito deixou de fazer o repasse (tempo ?).  O parlamentar afirmou que, vez por outra,  o INSS bloqueia os recursos da prefeitura para retirar os valores não descontados. O último bloqueio foi de R$ 40 mil, segundo o vereador.“Os cerca de R$ 500 mil pagos de multas ao INSS pela prefeitura de São João do Rio do Peixe, pelo não repasse de valores previdenciários, daria para a prefeitura fazer muita coisa,” acrescentou Deri.

SEGUNDO A LEI
No Código Penal, esta prática tem o nome de apropriação indébita e prevê pena de dois a cinco anos de detenção.

A ausência dos repasses atinge várias administrações municipais passadas e somente agora é que está sendo percebida, porque alguns servidores têm precisado acionar os serviços da Previdência Social e quando é feito algum pedido, é constatado a falta das contribuições.

Os servidores que se sentirem prejudicados podem procurar o INSS para verificar os extratos de contribuições previdenciárias, caso se constatando a ocorrência da falta do repasse por parte do órgão empregador, os servidores podem formular denúncia junto à Receita Federal ou até mesmo acionar a Justiça.
Existem outros meios como, por exemplo, a Ouvidoria da Receita Federal, que pode ser acionada através do e-mail ouvidormf@fazenda.gov.br ou ainda pelo endereço da Ouvidoria do Ministério da Fazenda – SAS Quadra 6, Bloco O, 7° andar, Brasília/DF, CEP 70070-917 e pelo fone: 0800 702 1111.

TABELA VIGENTE
Tabela de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, para pagamento de remuneração a partir de 1º de Janeiro de 2013.
Salário de contribuição (R$) – Alíquota para fins de recolhimento ao INSS
Até R$ 1.247,70 = 8,00 (%)
De R$ 1.247,71 até R$ 2.079,50 = 9,00 (%)
De R$ 2.079,51 até R$ 4.159,00 = 11,00 (%)
Portaria Interministerial MPS/MF nº 15, de 10 de janeiro de 2013
A contribuição regular com o INSS garante aos trabalhadores o recebimento de benefícios como a aposentadoria, auxílios doença e maternidade.

O prefeito,  Airton Pires,  ouviu a denúncia do vereador, mas ignorou e não respondeu as acusações sobre o assunto.

RADAR SERTANEJO

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *