Cajazeiras-PB, 21/10/2017

Prefeitos dividem com governador angústia da falta de recursos para combater as dificuldades enfrentadas com a seca

JEOVA-GOV-PREF

Na tarde desta sexta-feira (22), durante mais de uma hora, uma comissão de prefeitos paraibanos, representantes de todas as áreas do estado que sofrem com a falta de água, acompanhados de deputados que integram a Frente Parlamentar da Água, do secretário de Recursos Hídricos João Azevedo, do presidente da Cagepa, Marcos Vinicius e do presidente da FAMUP, Tota Guedes, colocaram para o governador Ricardo Coutinho a situação de emergência que passa os municípios e solicitaram do governador apoio para o enfrentamento desta grave crise hídrica que já atingiu 170 municípios do estado, dos quais 48 estão completamente sem água.

Os prefeitos de Esperança, Anderson Monteiro, de Solânea, Beto Brasil, de Picuí, Acácio Araújo, de Princesa Isabel, Dominguinhos, de Monte Horebe, Cláudia Dias, de Carrapateiras, André Pedrosa e de Dona Inês, Antônio Justino, solicitaram do governador apoio seja através da doação de caixas d’água, para perfuração de poços, construção de barreiros e outras ações emergenciais.

O governador, sensível a situação, anotou as solicitações, cobrou do secretário de Recursos Hídricos, já para a próxima terça-feira, um relatório que quantifique, estabeleça prazos, detalhe as prioridades e os valores das ações e obras de enfrentamento da seca e reiterou que, na atual conjuntura, a pressão política é a única saída para obtenção de recursos na esfera federal para obras emergenciais e que são necessárias para assegurar um mínimo de segurança hídrica. “Os estados estão passando por muitas dificuldades, e o que posso garantir para os senhores é que estamos buscando a liberação de recursos, na ordem de R$ 75 milhões para realização de várias ações. Atualmente, priorizamos a perfuração de poços, vamos colocar as cinco perfuratrizes para produzir mais, e já é certo que vamos disponibilizar 172 carros-pipa, para atender 27 municípios, nos próximos seis meses”, destacou Ricardo.

O presidente da Frente Parlamentar da Água, Jeová Campos, que estava acompanhado dos deputados Estela Bezerra e Buba Germano, fez um breve relato do que a Frente colheu em três meses de trabalho, durante as audiências públicas e visitas, e entregou o relatório da Frente com as sugestões e propostas para o enfretamento da crise hídrica. O deputado considerou o encontro muito positivo. “O governador está sensível ao problema, tanto que abriu espaço de última hora em sua agenda para nos receber, conhece o problema, sabe quais são os caminhos para ajudar, mas, infelizmente, não dispõe de recursos suficientes para atender todos os pleitos”, destacou Jeová que, na ocasião, sugeriu ao governador que incluísse como prioridade no Pacto Social 2015 a questão da água.

“A crise é grave, os recursos são escassos, mas existem e é preciso muita pressão política para que os entraves sejam solucionados e os recursos liberados. Vamos, na próxima semana realizar uma força-tarefa em Brasília, junto com os prefeitos, com a bancada federal da Paraíba, para cobrar recursos para ações que são de suma importância e urgentes. Creio que a união fará a força e a pressão política surtirá efeito”, destacou Jeová, lembrando que “Não há problema sem solução”!

ASSESSORIA

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *