Cajazeiras-PB, 14/12/2017
HOME » COTIDIANO » População de Cajazeiras reclama dos vazamentos na rede de distribuição de água

População de Cajazeiras reclama dos vazamentos na rede de distribuição de água

vazamento_800x600

A população de Cajazeiras tem sido prejudicada em função do grande número de vazamentos na rede de distribuição de água da Cagepa, que terminam motivando a falta d’água, desperdício, danos à infraestrutura da cidade e transtornos no trânsito.

Recentemente, a prefeita Denise Albuquerque reclamou no escritório local da Cagepa que a empresta que faz os consertos dos vazamentos e rompimentos na tubulação, não estava fazendo também o conserto no calçamento e na pavimentação asfáltica.

A tubulação mais parece uma peneira, com tanto buraco e vazamentos, que são observados em vários pontos da cidade; a tubulação está podre e vive se rompendo, disse um popular, sendo necessária sua substituição com urgência.

Para se ter uma ideia da situação da tubulação, que foi colocada décadas atrás, mesmo com a Cagepa tendo diminuído a vazão da água enviada para abastecer a cidade, hoje, menos de 600 mil metros cúbicos de água por mês, a tubulação vive estourando e apresentando vazamentos, imaginem se aumentasse a pressão.

Segundo alguns moradores da zona norte, caso a adutora de Lagoa do Arroz estivesse pronta, trazendo água para o setor, provavelmente essa situação seria minimizada já que não seria mais preciso a água subir para as casas populares. Há muito tempo que o abastecimento d’água da cidade é feito por meio de manobras, com água em dias alternados nos bairros da cidade, tendo em vista que a água não consegue chegar em toda cidade, centro e barros, ao mesmo tempo.

Segundo o Gerente Regional da Cagepa , Cleudismar Alexandre Maciel (Nenen), a tubulação da cidade de Cajazeiras ainda é de “amianto” e só a substituição por PVC, resolveria o problema.

Recentemente a Cagepa substituiu 3 km de tubulação da adutora de Boqueirão, de cano PVC, que não estava suportando a pressão da água e se rompia constantemente, provocando falta d’água nos bairros da cidade, por ferro fundido.

O que se espera é que a Cagepa e o Governo do Estado troquem toda essa tubulação antiga, obsoleta e ineficiente, pois apodreceu.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *