Piauí será o primeiro estado a ter 100% da sua energia de fonte renovável


piaui-energia-renovavel-dez2013

O Piauí foi o mais vendeu no último leilão realizado pelo Ministério de Minas e Energias para fontes alternativas de energia. No leilão realizado na última segunda-feira (18), dos 800 Mega Watts comprados no leilão, 240 são do Piauí. Com isso o estado será o primeiro da federação a ter 100% de sua energia consumida, proveniente de fonte renovável.

Os projetos vencedores estão localizados na Chapada do Araripe, na região abrangida pelos municípios de Simões e Marcolândia, que se juntam a outros 400 MW de Caldeirão Grande, o que fará com que o Piauí possua um dos maiores clusters (concentração de empresas) de energia eólica do país, e passe a ser não só autossustentável, mas também superavitário na produção de energia quando tais parques estiverem prontos e operando (previsão para janeiro de 2016).

A previsão é que sejam gerados cerca de 500 empregos diretos e 3.000 indiretos na região. Os investimentos estimados na sua implantação giram em torno de R$ 4 bilhões e o prazo de conclusão para efetivo funcionamento é de apenas dois anos.

Além disso, como consequência dos projetos eólicos, está sendo iniciada a construção de uma das maiores subestações elevatórias de energia do Nordeste, numa área equivalente a mais de cinco campos de futebol oficial, que fará o seccionamento da linha de transmissão que liga as cidades de São João, no Piauí, a Milagres, no Ceará, por onde a energia produzida será escoada.

Ao todo, o complexo eólico Chapada do Piauí, desenvolvido pela Casa dos Ventos, que está sendo instalado através de parcerias com a Queiroz Galvão Energias Renováveis, Contour Global e Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), prevê a geração de mais de 3.000 empregos diretos e cerca de 10.000 empregos indiretos e gerará pagamentos anuais de R$ 8 milhões para os pequenos proprietários das terras que receberão os aerogeradores, essas grandes estruturas de aço de até 140 metros de altura que iluminarão o sertão do Piauí e levarão energia do Piauí para todo o Brasil.

CCOM

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *