Cajazeiras-PB, 18/11/2017
HOME » NOTÍCIAS » Núcleo de Agricultura Ecológica desenvolve atividades em Sousa e Cajazeiras

Núcleo de Agricultura Ecológica desenvolve atividades em Sousa e Cajazeiras

NAESP_640x427

O Núcleo de Estudos em Agricultura Ecológica do Sertão Paraibano está construindo parcerias com organizações locais de assessoria à agricultura familiar, a exemplo da Ação Social da Diocese de Cajazeiras (ASDICA). A iniciativa proporciona uma troca de conhecimentos que contribui para a melhoria das atividades produtivas e organizacionais das famílias agricultoras do Alto Sertão Paraibano. A última demanda foi assessorar famílias da comunidade Duvidoso, situada no município de Cajazeiras, para estudar os problemas de saúde apresentados por rebanhos de ovinos e aves do local.

Quem esteve na comunidade foi a turma do 6º período de Tecnologia em Agroecologia do IFPB campus Sousa. Os alunos estão vivenciando a disciplina de Agroecologia Animal II, que estuda exatamente a saúde dos animais, por isso o professor Francisco Nogueira resolveu aproveitar a oportunidade para realizar uma aula contextualizada no local. Na ocasião, os estudantes puderam observar alguns problemas e os conhecimentos necessários para solucioná-los.

Após um rápido diagnóstico sobre a saúde dos rebanhos, assumiu-se o compromisso com a família visitada de fazer um acompanhamento continuado. Dessa forma, com a supervisão dos professores Francisco Nogueira e Hugo Vieira, a turma vai construir, juntamente com as famílias, um plano de intervenção para melhorar as práticas de manejo da criação animal. A próxima visita ficou agendada para o dia 13 de outubro, quando será feito um processo de intervenção nos ovinos que estão sendo atacados por parasitas gastrointestinais.

O deslocamento e a alimentação dos alunos foram custeados pela ASDICA e pela família de João de Nô, que recepcionou a turma.  De acordo com o professor Francisco, experiências como esta resgatam princípios e conceitos defendidos por Paulo Freire “no que a tange necessidade em contextualizar a educação e o educando como sujeito ativo no processo, desconstruindo a educação bancária e fomentando uma relação dialógica com a comunidade/família”.

ASCOM/IFPB

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *