Cajazeiras-PB, 19/11/2017
HOME » COTIDIANO » Novo conjunto residencial de Cajazeiras está orçado em R$ 21 milhões

Novo conjunto residencial de Cajazeiras está orçado em R$ 21 milhões

O representante da Empresa Elite com sede na Bahia esclareceu alguns pontos importantes sobre a construção do Residencial Cajazeiras I do Programa Minha Casa Minha Vida. Nesta segunda (6) o Diário Oficial da União trouxe a publicação das propostas habilitadas para a construção de 760 unidades habitacionais em todo estado, sendo 300 unidades em Cajazeiras.

Segundo Aírton Miguel, a empresa terá 180 dias para reunir todas as condições necessárias à contratação do empreendimento. Os apartamentos têm área de 54 metros quadrados, onde estão distribuídos um hall de entrada, um hall de circulação, um banheiro, dois dormitórios, cozinha com área de serviço e dentro do condomínio uma área de lazer, além de salão de festas.

O programa federal atende à população com renda familiar de até R$1.800 e segundo informações as parcelas pagas devem girar em torno de R$ 50 á R$ 100. Os beneficiados serão selecionados por meio de chamada pública através da prefeitura de Cajazeiras, informou o representante da empresa.

OBRAS – A Empresa Elite confirmou que o Residencial I Cajazeiras será construído na zona norte da cidade em um espaço amplo e com bom acesso. Outro novidade será a contratação de grande parte dos profissionais da construção civil que mora na cidade. Aírton Miguel assegurou que 80% do material será comprado no comércio local, movimentando o setor econômico de toda região sertaneja. A obra está orçada em R$ 21 milhões com prazo para entrega de 12 meses após a autorização por parte da Caixa Econômica Federal.

SOBRE Resenha Politika

Resenha Politika

www.resenhapolitika.com.br

2 COMENTÁRIOS

  1. Silton Henrique

    A princípio a vistosa notícia é bem vinda, mas… Estamos passando da hora de analisarmos empreendimentos dessa natureza de forma exclusivamente técnica para daí se tratar de questões políticas e sociais. Em uma região pobre e carente de investimento, temos sempre a impressão de que qualquer coisa é válida e exatamente por isso as gerações futuras sofrem o peso das escolhas do passado, quando se entende os reais motivos no presente. A construção de 300 unidades familiares implica em infraestrutura, localização, sistema viário, meio ambiente e tantos outros pormenores inerentes a um bom resultado. A região norte da cidade de Cajazeiras é carente sim, mas não deve ser em qualquer área (foi ou será feito estudo pela prefeitura das demais área das cidade para tal?), pois basta observarmos as ruas atuais que a longo prazo jamais terão condições de terem transporte coletivo como ônibus, uma vez que suas ruas sequer tem largura suficiente para um carro pequeno e uma moto em sentido contrário de forma eficiente, quanto mais o trânsito pelas esquinas de ângulos retos de nossa sofrida cidade e suas decisões equivocadas ao longo de nossa história urbanística. No fim, me preocupo quais serão os serviços oferecidos além das moradias em si, ou vocês acham que o teto é a única coisa que importa? Logradouros públicos, passeios, largura de vias, praças, acesso são igualmente importantes e quase sempre esquecidos dos “estudos” que visam geralmente duas vertentes, a do lucro do construtor (e dos “seus”) e o que pode se fazer politicamente com essa autorização para “300 casas”. Não me preocupo com os 54m², visto que é uma realidade mundial a redução das habitações assim como o estilo de vida das pessoas tem se adequado a ambientes cada vez menores. Em suma, não podemos admitir que em terra de cego quem tem olho é rei. Isso não basta em tempos de tanto conhecimento disponível e pouco usado na prática.

  2. uma boa noticia para cajazeiras e toda região do alto sertão e principalmente quem precisa comprar a sua casa, porque é um bem muito importante para todos q precisam de um imóvel…………..esperamos que realmente esse beneficio seja para a população de baixa renda………

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *