Cajazeiras-PB, 11/12/2017
HOME » REGIONAL » Municípios da região de Cajazeiras estão em situação de emergência pelos efeitos da seca

Municípios da região de Cajazeiras estão em situação de emergência pelos efeitos da seca

situacao-de-emergencia

O Governo do Estado decretou Situação de Emergência em 170 municípios do Estado, entre eles, os 15 municípios da região polarizada por Cajazeiras, afetados pelos efeitos da seca. A Situação de Emergência foi reconhecida pelo Governo Federal.

Com isso, as cidades atingidas pela seca e listadas em decreto do Governo Estadual, poderão continuar recebendo abastecimento por meio de carros-pipa, além de outras ações de combate aos efeitos dos últimos quatro anos de invernos irregulares, como venda subsidiada de ração animal, que resultaram na falta d’água na zona rural até para o consumo humano e em algumas cidades da região; falta de pasto para o rebanho; perdas na lavoura e interrupção da produção agrícola, como fruticultura, às margens dos rios do Peixe e Piranhas, além do Perímetro Irrigado de São Gonçalo.

Com exceção de Cajazeiras, os agricultores inscritos no Garantia Safra, ano passado, receberam o seguro, pelo fato de ter sido constatada perda nas lavouras superiores a 50%.

A decisão do Governo Estadual em decretar Situação de Emergência em 170 municípios e reconhecida pelo Governo Federal foi publicada no Diário Oficial do Estado, em 18 de abril. Depois, a Defesa Civil encaminhou à Brasília a documentação referente ao assunto para que o governo federal pudesse fazer o reconhecimento nacional. A portaria do governo federal de nº 71 foi assinada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira Júnior.

Os municípios da região que tiveram a situação de emergência decretada pelo Governo Estado e reconhecida pelo governo Estadual foram: Cajazeiras, Bonito de Santa Fé, Monte Horebe, São José de Piranhas, Carrapateira, Cachoeira dos Índios, Bom Jesus, São João do Rio do Peixe, Poço de José de Moura, Bernardino Batista, Triunfo, Santa Helena, Uiraúna, Poço Dantas e Joca Claudino.

A situação novamente deverá se agravar no segundo semestre do ano, como aconteceu ano passado, quando a água deixou de correr nos rios Piranhas e do Peixe, o pasto acabou e até os poços artesianos estavam secando ou diminuindo drasticamente a vazão.

Quatro cidades enfrentaram o colapso no abastecimento: Triunfo, São João do Rio do Peixe, Carrapateira e Monte Horebe. Em Triunfo está sendo feita uma adutora para levar água da Barragem de Capivara e em São João do Rio do Peixe, uma adutora está sendo feita em Lagoa do Arroz, para também levar água até as torneiras da população.

Em Cajazeiras, a Cagepa está implantando uma adutora direto de Lagoa do Arroz, para abastecer a zona norte da cidade. A pouca água acumulada nos mananciais de Engenheiro Ávidos (Boqueirão de Piranhas); Lagoa do Arroz; Capivara, que abastece nove cidades e São Gonçalo tem preocupado a população e as autoridades.

A zona rural de Cajazeiras e dos demais municípios da região deverá continuar sendo abastecidas por carros pipas e poços artesianos. Em Cajazeiras, o Distrito de Divinópolis está sendo abastecido com carros pipas e a secretaria de Desenvolvimento Rural, por determinação do prefeito interino Júnior Araújo instalou caixas d’água com 5 mil litros de água. Um caminhão pipa doado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário também está levando água para população rural, abastecida pelo programa denominado de Operação Pipa, do Governo Federal e gerenciado pelo Exército.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

SOBRE Portal Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *