Cajazeiras-PB, 14/12/2017
HOME » NORDESTE » Morre Clemilda, pioneira do forró de duplo sentido

Morre Clemilda, pioneira do forró de duplo sentido

CLEMILDA

A música brasileira perdeu, na madrugada desta quarta-feira (26), a cantora e compositora Clemilda. Uma das primeiras mulheres a gravar forrós de duplo sentido, a artista não resistiu a complicações de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e faleceu em Aracaju, capital de Sergipe, onde morava. O sepultamento será às 16h.

Apesar de morar em Aracaju, a artista nasceu na cidade de Palmeira dos Índios, a 130 km de Maceió (AL). Clemilda imortalizou sucessos como Forró cheiroso, Seu tuzinho e A cantiga da doida (Eu quero é KH). O sucesso de Clemilda ganhou reforço de participações de importantes programas de TV, nos anos 1980. A forrozeira foi convidada de atrações como Cassino do Chacrinha e Os Trapalhões.

Com mais de 50 anos na música, a Rainha do Forró deixa mais de 40 álbuns gravados, sendo dois premiados com discos de ouro e outros dois de platina. O maior sucesso de Clemilda na indústria fonográfica veio em 1985, quando a faixa Prenda o Tadeu estourou em todo o país. Em uma das últimas entrevistas concedidas à imprensa sergipana, há dois anos, a artista lembrou como foi difícil começar a carreira e consolidar seu nome como forrozeira.

DIÁRIO DE PERNAMBUCO

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *