Moradores de Cajazeiras Velha participam de capacitação no IFPB


“Nós desperdiçávamos muitas frutas, agora sabemos como aproveitá-las melhor”. Foi com essas palavras que Camila Oliveira, moradora da comunidade ribeirinha Cajazeiras Velha, localizada no município de Cajazeiras, descreveu a experiência de participar do mini curso de processamento de polpa, oferecido pelo IFPB/Campus Sousa.

A iniciativa faz parte do projeto de extensão “Implantação de Pomares Agroecológicos na Comunidade Cajazeiras Velha: uma alternativa para o desenvolvimento sustentável” desenvolvido pelos alunos do curso de Tecnologia em Agroecologia, Maria do Carmo Amorim e Fernando Julião de Medeiros Júnior. “A idéia é contribuir para o desenvolvimento da comunidade, resgatando os valores sociais, econômicos e ambientais, bem como, incluir o jovem na construção do desenvolvimento sustentável e reduzir o êxodo rural”, ressaltou Maria do Carmo.

Na última quarta-feira, cerca de 10 moradores da comunidade também participaram de outras oficinas nas áreas de reprodução de frutíferas por enxertia e poda. Paulo Trajano foi um deles. O produtor rural que participa do projeto agroecológico desde sua implantação em agosto do ano passado destacou que está bem mais consciente sobre o não uso de agrotóxicos nas plantações. “Antes, eu aplicava produtos químicos em todas as plantações. Hoje, a alface, feijão verde e coentro que vendo no comércio de Cajazeiras está totalmente livre de agrotóxicos”.

O projeto conta ainda com outras atividades como análise das condições do solo da região, treinamento sobre a importância da implantação dos princípios agroecológicos, preparação do solo para o plantio, montagem de sistema de irrigação e desenvolvimento de estratégias mercadológicas junto aos moradores, além de palestras sobre os benefícios do consumo de frutas na alimentação diária.

O diretor do Campus Sousa, Francisco Cicupira parabenizou os alunos pela iniciativa. Ele destacou que “isso demonstra que a escola começa a sair dos seus muros e chega até comunidades que desejam fazer algo diferente”.


Juliana Gouveia – Jornalista do IFPB/Campus Sousa

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *