Cajazeiras-PB, 22/10/2017

Mãe de dependente químico denuncia agressões sofridas pelo filho em Cajazeiras

dependente2

A dona de casa Maria Dalvanir dos Santos, mãe do dependente químico José Wellignton dos Santos, 32 anos, mais conhecido por “Dez Centavos”, chorou ao falar da situação do filho. Ela informou que há nove meses luta pela internação do jovem, mas a justiça cajazeirense ainda não decidiu pela internação compulsória de Wellington.

Emocionada, a mãe revelou que “Dez Centavos” sempre foi uma “criança levada”, não recebia conselho de ninguém e acabou se envolvendo com as drogas.”Dói saber que as pessoas estão ferindo ele”, lamentou.

“Cada pedaço que tiram dele na rua é de mim que estão tirando”, disse a mãe aos prantos.

A dona de casa reclamou da morosidade judicial e revelou que pensa em amarrar o filho para impedir que o mesmo saia de casa. Ela contou que sempre trabalhou fora e os filhos foram criados pela irmã mais velha, pois as condições da família sempre foram difíceis.

Dalvanir dos Santos informou que já existe a vaga para o internamento, mas falta a ordem judicial. “Pelo que vejo ele vai morrer e a ordem da justiça não sai. Temo pela vida dele”. Ela disse ainda que o jovem tem mais dois irmãos, mas nenhum deles tem envolvimento com drogas.

dez-centavoss

Movimentos – A mãe criticou os movimentos antidrogas em Cajazeiras e disse que caminhadas e qualquer outro tipo de manifestação não serve de nada. “Pra que essas passeatas? Chamem as mães pra saber o que elas passam”.Chorando, ela reclamou das pessoas que maltratam o jovem nas ruas de Cajazeiras. “Ele não é nenhum cão sem dono. Não façam desgraça com meu filho. Ele tem dono. Sou uma trabalhadora. É tristeza passar a vida limpando chão dos outro e hoje não ter condições de tratar do meu filho”, finalizou Dalvanir.

COM INFORMAÇÕES DO DIÁRIO DO SERTÃO

SOBRE Diário do Sertão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *