Cajazeiras-PB, 14/12/2017
HOME » CAJAZEIRAS » Justiça determina suspensão imediata do concurso público em Cajazeiras

Justiça determina suspensão imediata do concurso público em Cajazeiras


A juíza de direito Hígia Antonia Porto Barreto, atual representante da 3ª Vara da Comarca de Cajazeiras, concedeu nesta terça-feira (13) uma liminar em que determina a imediata suspensão do concurso para preenchimento de cargos no município de Cajazeiras. De acordo com a liminar, a Prefeitura fica impedida de receber inscrições de eventuais candidatos e as provas não poderão ser ministradas até que haja deliberação do juízo.

Caso haja desobediência, o atual gestor Carlos Rafael (PTB) arcará pessoalmente, junto com a Fundação Vale do Piancó, com multa de cinco mil reais, por cada inscrição realizada, de acordo com a liminar.

Em contato com a reportagem do Diário do Sertão, a advogada Geralda Queiroga, uma das impetrantes da ação, alertou a população para que não faça mais as inscrições sob risco de perder o dinheiro, assim como ocorreu no último concurso da cidade que também não foi realizado. A advogada faz parte da assessoria jurídica da prefeita eleita de Cajazeiras, Denise Oliveira que vem tentando, junto à justiça, cancelar o certame municipal.

Os advogados da Prefeitura Municipal de Cajazeiras devem recorrer da decisão liminar, tendo em vista que as inscrições estão sendo feitas e que se aproxima a data das provas. 

 

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *