Cajazeiras-PB, 22/10/2017

[JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE] João Claudino: cidadão de toda uma ribeira

joão claudino

Desde o ano de 1977, que a Câmara Municipal de São João do Rio do Peixe, havia aprovado por unanimidade, uma propositura do vereador Marcondes Vieira da Silva, que outorgara o Titulo de Cidadania para o empresário João Claudino Fernandes, que foi programado para ser entregue neste dia 20, véspera do seu aniversário natalício, quando estará celebrando 85 anos de vida.

Com este título, Seu João, se torna cidadão de toda a Ribeira do Rio do Peixe, e São João era o único município que ainda não lhe entregara esta honraria. Triunfo, Santa Helena, Bernardino Batista, Poço de José de Moura, Poço Dantas, Uiraúna, Sousa e Joca Claudino já haviam o acolhido como filho.

O ato de comerciar, onde Seu João é um mestre, proporcionam oportunidades de se ampliar conhecimentos, de se fazer bons negócios, de se ter ótimos relacionamentos e de se fazer grandes amizades e foi com esta lógica que Seu João construiu e amealhou ao longo de sua vida “um milhão de amigos”, traduzidos pelas dezenas de títulos de cidadania recebidos em várias cidades do Brasil.

Nas nossas vidas diárias, devemos ver que não é a felicidade que nos faz agradecidos, mas a gratidão é que nos faz feliz e ao acolhê-lo como filho adotivo o povo de São João reconhece e agradece os feitos e ações que ao longo do tempo, em silêncio, ele realizou por esta terra.

Os laços culturais entre São João e Uiraúna na área musical são de uma amplitude imensurável, feitos através da Fundação Lica Claudino, entidade que acolhe e divulga os artistas são-joanenses, que tem como patrono João Claudino.

No último dia 06 de junho assisti a uma bela festa cultural na cidade de São João do Rio do Peixe, quando do lançamento do livro do professor Wlisses Albuquerque sobre a História daquele município, obra que foi produzida pela Gráfica Halley, patrocinado por Seu João, além de outros iguais, já feitos no passado, demonstram o seu espírito de um verdadeiro mecenas e de um imenso carinho pelos seus amigos de São João.

Um cidadão são-joanense marcou profundamente a vida de Seu João: Abel Medeiros, a quem admirava por “suas virtudes, como a seriedade, a lealdade, o apego aos valores regionais, a coragem e o constante destemor com que enfrentava os desafios da vida”. Seu João dizia que Abel era “um amigo que valia a pena ter ao lado”. Foi Abel um dos protagonistas para que Seu João se aproximasse ainda mais do povo de São João.

Os mais íntimos de Seu João, costumam dizer que uma das qualidades que ele mais admira no ser humano é a lealdade e Abel, sem medir conseqüências e sem pestanejar foi sempre muito leal, ao ponto de sua filha Rita Medeiros afirmar que: “Abel e João eram considerados como irmãos e foi uma irmandade que não estava no sangue, mas foi escolhida por eles”.

Seu João sempre esteve ao lado de Abel nas suas caminhadas políticas e por isto havia um sentimento de gratidão muito forte no coração dele, principalmente por ele acreditar nos ideais, nos gestos, nas ações e atos de Abel, com ou sem estar ele no poder.

Acredito, que ninguém está mais feliz nas alamedas da saudade, neste dia em que Seu João se torna cidadão de sua terra, do que Abel Medeiros, título que foi aprovado quando ele era vice de prefeito de São João, em 1977. Certamente este aplauso e esta alegria se estendem entre os familiares de Abel, que vivenciaram esta amizade tão pura entre estes cidadãos que se admiravam e se compreendiam mutuamente.

A gratidão é a memória do coração e existem gestos que encantam muito, principalmente aqueles que são ofertados para as pessoas que se doam sem esperar recompensas. A Câmara de São João traduz o sentimento de gratidão ao tornar Seu João como seu filho adotivo, que com certeza atingirá o mais sentido silêncio do recôndito de seu coração e de sua alma e se alegrará ao nascer para a cidadania são-joanense.

SOBRE JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE

JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE
Professor e historiador, fundador do jornal Gazeta do Alto Piranhas e diretor da Rádio Alto Piranhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *