José Aldemir diz que Ricardo Coutinho não constrói IML em Cajazeiras porque não quer


ze-aldemir-out2013

Após o latrocínio de um empresário ocorrido na última semana no município de Cajazeiras, Sertão paraibano, uma polêmica tomou conta dos corredores da Assembleia Legislativa do Estado.

Os parlamentares autores de emendas ao orçamento de 2013 passaram a cobrar do governador Ricardo Coutinho (PSB) o investimento dos recursos que estão parados nos cofres públicos.

O deputado estadual José Aldemir (PEN), voltou a lamentar a alta da criminalidade no município, como também o fato do corpo da vítima ter ficado horas exposto ao Sol e ao olhar de curiosos pela falta de uma unidade do Instituto de Medicina Legal na cidade.

“Este não foi o primeiro, e enquanto o governador não construir a sede do IML, não será o último”, exclamou o parlamentar. “Há aproximadamente dois meses, um jovem voltando de uma festa em uma motocicleta se envolveu num acidente próximo à Cachoeira dos Índios, faleceu, e o corpo ficou no acostamento da estrada das 05h à 13h, numa atitude de absoluto desrespeito”, destacou.

José Aldemir lembra que entre as emendas que apresentou ao orçamento de 2013, uma destinava recursos para a construção de uma unidade do Instituto de Medicina Legal no município de Cajazeiras, para atender não só a cidade, como também municípios circunvizinhos.

“Os recursos para edificar o Instituto Médico Legal estão garantidos, o problema é que o governador não prioriza as medidas essenciais ao atendimento e ao zelo da população, como uma UTI Neo-Natal que Cajazeiras e região sofre por não ter, ou o centro de diagnóstico por imagem que há muito tempo esperamos, e estão no orçamento do estado todos os recursos, mas volto a dizer o governo não prioriza”, desabafou o parlamentar.

COM INFORMAÇÕES DO CLICKPB

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *