Jeová alerta prefeitos sobre data limite para adesão ao programa estadual de construção de barragens

TATYANA
0 43
AM3 – 250×250

 

 

 

Jeová Campos lembra importância dos prefeitos aderirem ao programa de construção de barragens subetrrâneas

O presidente da Frente Parlamentar da Água da ALPB, deputado Jeová Campos faz um alerta para que os prefeitos dos municípios em situação de emergência, por causa da seca, não percam o prazo dado pelo Governo da Paraíba para adesão ao programa de barragens subterrâneas, que é dia 10 de agosto. “Quem perder esse prazo ficará de fora deste programa de inclusão produtiva, que integra uma das ações do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem anunciado pelo governador Ricardo Coutinho em junho último e perderá a oportunidade de ser contemplado com as barragens que serão construídas com essa parceria”, destaca Jeov

Jeová Campos lembra que a adesão das prefeituras ao programa é fundamental porque vincula a contrapartida do município às obras, através da utilização das máquinas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e ao combustível gasto na operação das mesmas na construção das barragens subterrâneas. “A seca é uma realidade que precisa ser enfrentada de forma urgente, mas também de forma estratégica, e a construção das barragens subterrâneas é uma ação que permite armazenar água no subsolo para ser usada na agricultura em tempos de estiagem, por isso ela é tão importante”, afirma o deputado.

A meta do programa, que é operacionalizado pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), é construir duas mil barragens, beneficiando cerca de 50 mil agricultores familiares paraibanos. Cada prefeitura, segundo declarações do secretário da Seadfds, Lenildo Morais, gastará em média de seis a oito horas de máquinas, equivalente a cerca de R$ 200,00 de combustível, enquanto o Governo entrará com, aproximadamente, R$ 3 mil para cada barragem.

NEWS COMUNICAÇÃO
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.