Cajazeiras-PB, 22/10/2017

Greve atinge 90% dos bancários da Paraíba

greve-atinge-90-dos-bancarios-da-paraiba-avalia-sindicato.jpg.280x200_q85_crop

90% dos bancários da área territorial do Sindicato dos Bancários da Paraíba que compreende cerca de 200 agências aderiram à greve da categoria deflagrada nesta terça-feira (30). A estimativa é do presidente do sindicato, Marcos Henrique.

De acordo com Marcos Henrique, não foi registrado nenhum ‘incidente’ no primeiro dia do movimento. ‘Tudo está correndo dentro do previsto’, avalia.

Ainda segundo o presidente do Sindicato dos Bancários, nenhum cliente de bancos público ou privado será penalizado com cobranças de juros,  multas  contratuais e outros encargos financeiros enquanto durar a greve. “Temos, inclusive, um liminar expedida  pelo Juiz da 10ª Vara Cível de João Pessoa deferiu o pedido constante da Ação Civil Pública intentada pelo Ministério Público do Estado da Paraíba, proibindo a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Banco do Brasil, Itaú, HSBC, Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Bradesco e Santander de penalizarem os consumidores que não conseguirem honrar seus compromissos.

Pela decisão do Juiz José Ferreira Ramos Júnior, que está sendo seguida em juízo de segundo grau, os bancos devem se abster: de cobrar juros, multas contratuais e demais encargos financeiros, desde o início da greve, prorrogando-se os vencimentos do títulos bancários e contratos por no mínimo 72 horas,

Marcos Henrique garante que o sindicato está seguindo todos os ritos do que determina a lei de greve: a compensação está mantida. “Fomos mais além do que determina a lei – estamos garantindo o abastecimento de autoatendimento  de onde são feitos 84% dos serviços bancários” informa.

CLICKPB

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *