Cajazeiras-PB, 24/11/2017
HOME » CAJAZEIRAS » Governo investe mais de R$ 2,6 milhões na cadeia produtiva de mel

Governo investe mais de R$ 2,6 milhões na cadeia produtiva de mel


O Projeto Cooperar já investiu R$ 42 milhões em projetos de desenvolvimento rural sustentável na Paraíba. Na estruturação da cadeia produtiva de mel estão sendo investidos R$ 2,64 milhões. Com financiamento do Estado, por meio do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza e do BNDES, estão sendo construídas 25 casas de extração de mel e cinco entrepostos.

Na semana passada, o representante do Banco Mundial, Eduard Bresnyan e o coordenador geral do Projeto Cooperar, Roberto Vital, visitaram em Santa Helena uma das 25 unidades de extração de mel, a primeira a ser concluída e equipada. A Casa do Mel integra o conjunto de cinco unidades em instalação no Sertão. O mel extraído vai ser beneficiado no entreposto de Poço Dantas.

A Associação dos Apicultores de Santa Helena é constituída por 25 famílias que colhem mel desde 1998, mas que somente agora os apicultores se organizam por meio do associativismo e estão otimistas com a ajuda do Cooperar e do Banco Mundial. O contrato inicial é no valor de R$ 127 mil.

O presidente da associação, José Josimar Júnior, afirmou que cada família de apicultor trabalha com cerca de 35 colmeias. A meta é chegar a uma produção de 15 mil toneladas de mel certificado por ano. “Os apicultores estão confiantes e, no próximo, ano a comercialização vai ser bem melhor”, afirmou Josemar.

Na região de Santa Helena, o pico da produção de mel acontece nos meses de março, abril e maio. “O trabalho da gente antes era difícil. Agora, com a instalação da Casa do Mel, com apoio do Cooperar, a produção vai ser elevada e o mel terá mais qualidade”, comemora. As Casas do Mel estão sendo equipadas com computador e internet para facilitar a contabilidade e os contatos com o mercado comprador de mel.

O representante do Banco Mundial, Eduardo Bresnyan, avalia que é visível a mudança tecnológica e de processos que vão melhorar o desenvolvimento local. “Percebemos melhorias na gestão, planejamento e a coordenação, além de uma visão para o futuro com inclusão produtiva. O governo estadual, o Governo Federal e o Banco Mundial têm interesse em contribuir com essa meta de inclusão produtiva, especificamente na zona rural”, destacou Bresnyan.

O gestor do Cooperar, Roberto Vital, afirmou que o projeto de apicultura de Santa Helena será importante no processo de implantação de outros investimentos que o governo planeja para a região.

Por intermédio do Projeto Cooperar, o Governo do Estado executa 25 convênios de apoio à apicultura nas cidades de Areia, Caiçara, Logradouro, Santa Helena, São José da Lagoa Tapada, Triunfo, Barra de São Miguel, Barra de Santa Rosa, Cuité, Picuí, Bonito de Santa Fé, Diamante, Itaporanga, Baía da Traição, Itapororoca, Mataraca, São José dos Ramos, Gurjão, Monteiro, Água Branca, Mãe D’água, Maturéia, Princesa Isabel, São José do Sabugi e São Bentinho.


SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *