Cajazeiras-PB, 20/10/2017

Dr. João Izidro, médico-pediatra de todos os cajazeirenses

joao-izidro

O Dr. João Izidro, foi o médico-pediatra de todos os cajazeirenses das gerações 50 e 60. Da minha retina jamais esmaeceu a imagem do bom doutor, os seus indefectíveis óculos Ray-Ban e claro, sua extraordinária paciência, com os meninos chorões que lhe eram levados para consulta, esta não tem como esquecer. Como diz aquele comercial de hoje: não tinha preço.

Voltando a falar dos óculos, não sei dizer exatamente o que me evoca este detalhe. Deve ser porque sempre o vi de óculos. Seja em seu consultório, na rua ou mesmo à noite, quando por vezes ia à Praça João Pessoa na residência do Sr. Pedro Moura e terminava passando na casa do vovô, que era vizinho, e sentava na calçada para dois dedos de prosa.

Quando eu ficava doente com crise de amígdalas, era certo uma visita lá na rua Barão do Rio Branco em seu consultório ou melhor em sua residência, onde sempre éramos, eu, minha mãe e papai, recepcionados por Dona Chiquinha.

Depois de alguns cumprimentos, muito mais  pessoais que formais, éramos encaminhados ao consultório. Lá estava o bom doutor, com seu indefectível Ray-Ban, sorrindo e a nos olhar por cima da armação dos óculos.

Sentava, mandava que me aproximasse. Como já era velho conhecido,  ia direto ao sintoma. Mandava abrir a boca, falar: Ahhh… Com uma espátula baixava minha língua e rapidamente sentenciava:

– Antibiótico injetável!

Aviava a receita, passava a mão na cabeça do doente, agora também amedrontado e explicava:

– A dor da picada depende de quatro fatores: o calibre da agulha, a profundidade da aplicação, de quem aplica e do medo do paciente.

Sempre procurava tranquilizar a molecada com esse monólogo acrescentando:

– É só uma picadinha de mosquito!

MARCOS DINIZ PARA O BLOG DO CLAUDIOMAR ROLIM

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *