Cajazeiras-PB, 16/12/2017
HOME » COLABORADORES » Dois irmãos, duas ruas

Dois irmãos, duas ruas

As ruas Epifânio Sobreira e Higino Rolim são separadas pela avenida Presidente João Pessoa. São quase paralelas e têm a direção poente-nascente, a partir do antigo balde do Açude Grande. A rua Epifânio Sobreira possui ligeira inclinação, fica estreita no meio para alargar-se ao final. As duas ruas desembocam em praças. A Higino Rolim finda na praça Nossa Senhora de Fátima, enquanto a Epifânio Sobreira termina na praça Coração de Jesus, logradouro que, no passado, também abrigava uma capela, onde permaneceram por muitos anos os restos mortais de Mãe Aninha. Essa igrejinha foi demolida em 1936 na gestão do prefeito Joaquim Matos.

No enviesado traçado urbano de Cajazeiras, João Pessoa, a avenida, separa quem a natureza juntou. Isso mesmo. Higino Rolim e Epifânio Sobreira são irmãos, ainda que os nomes nas placas não revelem parentesco nenhum entre eles. Mas são irmãos, filhos de Francisco Gonçalves Sobreira e Josefa Gonçalves Sobreira Rolim. Francisco é o professor Sobreira, cearense de Lavras, que veio para Cajazeiras, aí por volta da década de 1840, atraído pelas atividades educacionais do padre Inácio Rolim. Aqui se fez mestre-escola, casando-se com uma sobrinha do padre Rolim. O professor Sobreira faleceu jovem em 7 de julho de 1865, com 45 anos de idade.

Higino Gonçalves Sobreira Rolim (1852-1931) era um dos sobrinhos preferidos do padre Rolim, que, aliás, realizou seu casamento no sítio Prensa, com a viúva Ana Antônia do Couto Cartaxo (Mãe Nanzinha). Esta era neta de Joaquim Antônio do Couto, o português que deu origem à família Cartaxo. Higino aprendeu línguas com tio padre e chegou a ensinar grego e latim no famoso colégio. Foi dono de farmácia, a segunda fundada no interior da Paraíba, em 1875. Numa época em que médico era raridade, tratou de doentes, vindo daí seu apelido de doutorzinho, também chamado de doutor Higino ou doutor Gino. Cuidou ainda de terra, gado e algodão. Durante muito tempo atuou como rábula e exerceu o cargo de promotor pública. Político, o major Higino integrou o bloco hegemônico chefiado pelo Comandante Vital Rolim (1829-1915), tendo sido vereador, prefeito e deputado estadual na terceira legislatura republicana (1896-1899).

Dois foram filhos legítimos de Higino e Mãe Nanzinha: Cristiano Cartaxo Rolim e Crisantina Pires Ferreira (Cartuxinha).

Epifânio Gonçalves Sobreira Rolim (1864-1937). Foi proprietário rural e delegado de polícia. Casou-se com a cearense de Iguatu Saturnina Sobreira Bastos. Homem de muita coragem, notabilizou-se pela resistência que opôs, corajosamente, ao assalto dos cangaceiros chefiados por Sabino Gomes, em 1926, ao sustentar de dentro da casa onde morava à investida do bando, auxiliado por José Inácio, morador de sua fazenda e homem de confiança, num feito heroico ainda hoje narrado com entusiasmo em Cajazeiras. O casarão do major Sobreira está sendo transformado em Museu Histórico pelo atual prefeito, José Aldemir.

O casal deixou numerosa descendência a partir de seus sete filhos: Cacilda, Waldetrudes, Alcebíades, Gumercindo, Josefa, Rivadávia e Marilda.

Higino e Epifânio tiveram quatro irmãs: Antônia Tereza de Jesus, Ana Josefa Sobreira ou Ana Modesta Gonçalves Sobreira (Dondom), Hermenegilda Sobreira Rolim, Maria Sobreira Cartaxo.

Os irmãos Epifânio Sobreira e Higino Rolim viraram nome de ruas. Ruas antigas onde nasceu a cidade, a partir da casa de taipa de Vital Rolim, do primitivo açude, da igreja, da feira e do colégio.

SOBRE FRASSALES CARTAXO

FRASSALES CARTAXO

Francisco Sales Cartaxo Rolim é autor do livro, Guerra ao fanatismo: a diocese de Cajazeiras no cerco ao padre Cícero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *