Cajazeiras-PB, 24/11/2017
HOME » POLÍTICA » Deputado José Aldemir diz que Ricardo Coutinho é “falso socialista”

Deputado José Aldemir diz que Ricardo Coutinho é “falso socialista”

JA-foto

O deputado estadual José Aldemir (PEN) repercutiu na manhã desta segunda-feira (4) as declarações nas redes sociais da ex-primeira-dama Pâmela Bório, que partiu em defesa dos professores paraibanos, alegando, inclusive, que “a corrupção está institucionalizada e que a Justiça está corrompida.”.

Em entrevista à imprensa, José Aldemir declarou que acompanhando as manifestações dos professores estaduais nas redes sociais, ficou surpreso com as revelações de Pâmela Bório. “Lamentavelmente, de forma arbitrária, Ricardo Coutinho tem perseguido os professores de nosso estado e, por conta disso, Pâmela Bório fez veicular nas redes sociais graves denuncias contra o executivo e o judiciário”, disse Aldemir.

No Facebook, numa postagem de uma professora da rede estadual de ensino, Pâmela Bório postou: “Compartilhando com o desabafo desta profissional, também denuncio que os professores são oprimidos e perseguidos enquanto lutam por melhores condições. Desde quando corte de ponto durante a greve é legal, absurdos como este só comprovam que a corrupção está institucionalizada e que a justiça está corrompida”.

Para José Aldemir, quem conhece a história política do hoje governador Ricardo Coutinho, percebe com clareza a existência de dois pesos e duas medidas. “É um falso socialista de caráter é duplo”, disparou. “Ricardo começou vida pública como sindicalista, depois vereador, deputado estadual, comandava as mobilizações dos trabalhadores de diversas categorias funcionais, nas greves que se instalava na Paraíba posicionava-se na defesa intransigente destes trabalhadores, mas depois de assumir o governo, toma outro posicionamento e persegue os professores pelo fato de terem feito greve reivindicando seus direitos”, refletiu.

Ainda segundo o parlamentar, “parece que Ricardo desconhece a importância que tem o educador, a pancada do bundo agora é diferente, além de não cumpre a lei por não pagar o piso salarial nacional aos professores, de forma arbitrária, mesquinha e pequena, coloca falta mesmo naqueles que não participaram dos movimentos e desconta nos salários os dias paralisados”, desabafou.

Por fim, José Aldemir conclamou a bancada de oposição na Assembleia Legislativa a levantar-se contra tamanho descaso com os profissionais da Educação. “Mesmo licenciado não me furtarei à luta e conclamo a todos os deputados, de oposição e também da situação, para lutarmos em defesa dos professores, profissionais de primeira importância, formadores do futuro de nosso país”, concluiu.

PLANALTO PB

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *