Cajazeiras-PB, 14/12/2017
HOME » COTIDIANO » Crise hídrica se agrava e Boqueirão de Piranhas tem apenas 4,2% de sua capacidade

Crise hídrica se agrava e Boqueirão de Piranhas tem apenas 4,2% de sua capacidade

A crise hídrica na região de Cajazeiras vem se agravando, como ocorre em todo sertão, em função dos últimos seis anos de invernos irregulares com chuvas abaixo da média, fazendo com que todos os pequenos açudes secassem na zona rural, que vem sendo abastecida por carros-pipas.

Os médios açudes Também secaram deixando várias cidades sem água nas torneiras, a exemplo do que aconteceu em São João do Rio do Peixe, Triunfo, Monte Horebe, Carrapateira e São José de Piranhas.

Agora os grandes açudes também começam a secar na região, ameaçando o abastecimento d água em várias cidades. O açude de Engenheiros Ávidos (Boqueirão de Piranhas), que tem capacidade para acumular 255 milhões de m³ de água, está com apenas 10,916 milhões, representando apenas 4,28% da sua capacidade total, e vem baixando a cada dia em função das altas temperaturas e abastecimento da população.

Já o açude de Lagoa do Arroz, que abastece as cidades de Santa Helena, Bom Jesus, São João do Rio do Peixe e a zona norte de Cajazeiras, que tem capacidade para acumular pouco mais de 80 milhões de m³ de água, está atualmente com 7,659 milhões, ou 9,55% da sua capacidade.

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *