Cajazeiras-PB, 13/12/2017
HOME » NOTÍCIAS » Conselho do Campus da UFCG vai se reunir para decidir sobre recurso de servidor em eleição

Conselho do Campus da UFCG vai se reunir para decidir sobre recurso de servidor em eleição

ligia-antonio

A eleição para escolha dos novos dirigentes do Centro de Formação de Professores de Cajazeiras, Campus da UFCG, realizada no dia 19 de novembro passado, continua indefinida, e o resultado ainda não foi homologado, em virtude de uma pendência na Justiça Federal e de dois recursos apresentados junto à Comissão Eleitoral que presidiu todo o processo sucessório.

De acordo com as últimas informações, o impasse pode acabar na próxima terça-feira (10), quando o Conselho Administrativo do CFP, constituído de representações dos três segmentos (professores, alunos e servidores do quadro técnico), deverá se reunir para julgar o recurso do servidor Marcelo Pinheiro, cujo voto não foi validado sob a alegação de que o referido funcionário não estaria exercitando sua função diretamente no Campus, como exige uma resolução da eleição.

Inicialmente, e recurso foi indeferido pela Comissão Eleitoral, mas o servidor recorreu da decisão à própria Comissão, que encaminhou o caso ao Conselho Administrativo. A decisão, agora, está sendo aguardada com muita expectativa pelos dois grupos que disputaram a sucessão do professor José Cesário de Almeida, principalmente porque pode alterar o resultado da eleição.

A chapa Sustentabilidade e Inovação, encabeçada pela professora Lígia Calado, venceu as eleições do Campus local da UFCG por uma pequena diferença contra a chapa Mais CFP do professor Antonio Fernandes, o que tem contribuído para essa disputa na esfera judicial. Entre os eleitores e admiradores de Lígia Calado e Antonio Fernandes, já houve comemorações diante de julgamentos de outros recursos. Outro voto questionado, de uma professora, já foi julgado e anulado pelo Conselho. O clima de campanha continua no Centro de Formação de Professores de Cajazeiras.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *