Cajazeiras-PB, 19/11/2017
HOME » NORDESTE » Cidade cenográfica exibirá espetáculo da Paixão de Cristo em Juazeiro do Norte

Cidade cenográfica exibirá espetáculo da Paixão de Cristo em Juazeiro do Norte

LUZEIRO_450x600

Um grande espetáculo popular ao ar livre, marcado pela presença de cenários gigantescos e a proposta de atender a um público de mais de 30 mil pessoas, em três dias de apresentações a preços simbólicos. O registro da fé será a marca da Paixão de Cristo em Juazeiro do Norte, evento que terá cenário montado a partir de novembro deste ano, no local onde se encontra o Luzeiro do Sertão, monumento de 115 metros, no meio do terreno de 30 mil metros quadrados, onde será montada a grande estrutura, para o espetáculo da Paixão de Cristo, pela primeira vez, com essa amplitude proposta. Serão 250 atores e figurantes, com os personagens principais, destinados à encenação de grandes atores de renome nacional.

O projeto no valor de R$ 1,2 milhão foi aprovado por meio da Lei Rouanet e está exposto no Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura (Salic), do Ministério da Cultura. O ator Silvio Guindane está à frente dos trabalhos e irá dirigir o grande espetáculo. Hoje, ele virá ao Juazeiro do Norte para participar de uma reunião, com o prefeito da cidade, Raimundo Macedo, além do cenógrafo Demontier Araújo e o produtor Júnior Batista. Após esse encontro será iniciada a elaboração do projeto. A apresentações do espetáculo acontecem na Semana Santa, na quarta-feira, quinta-feira e Sexta-Feira da Paixão.

A ideia é possibilitar uma grande infraestrutura na área em virtude da quantidade de pessoas. Para a maior segurança dos participantes, será montado um Posto Policial no local, além de sanitários químicos e iluminação, incluindo também estacionamento. Na encenação será ilustrado o trajeto percorrido por Cristo do Pretório até o Calvário, seguindo as 14 Estações e a ressurreição. Cada ‘estação’irá representar uma etapa do trajeto, que é meditada individualmente.

Escolha

A seleção de pelo menos 230 figurantes será realizada por meio dos testes, principalmente com os atores de grupos locais já existentes na região. O produtor executivo, Juninho Batista, disse que os papéis-títulos ainda não foram escolhidos, mas ficarão com nomes nacionais. A meta é que mais empresas estejam apoiando os trabalhos que terão como palco uma das cidades de maior turismo religioso do Brasil. E essa foi uma das grandes justificativas para que projeto fosse abraçado pelo Minc.

Serão três dias de apresentações do espetáculo, com um público estimado diariamente de 10 mil pessoas, durante a Semana Santa, em 2015.

Fortalecimento

A tentativa de realizar um grande espetáculo, com cidade cenográfica montada, já vem de alguns anos, com os grupos que têm se apresentado na cidade. Um deles é o Compactur, que há mais de 40 anos leva estudantes e trabalhadores comuns a se envolverem numa montagem do espetáculo da Paixão de Cristo e realizarem apresentações na Colina do Horto e também em escolas e ruas da cidade de Juazeiro do Norte. Figurantes do grupo se animam com a ideia de fazer parte da montagem prevista para o próximo ano.

Uma das finalidades do projeto é também proporcionar o fortalecimento das artes cênicas no Nordeste brasileiro. A montagem do gênero mais conhecida no Nordeste acontece há 45 anos, da cidade-teatro Nova Jerusalém, em Pernambuco. E justamente nesse período acontece uma grande romaria de nordestinos de vários estados ao Juazeiro. A divulgação terá uma abrangência pelo Nordeste, levando ao conhecimento do grande público. A meta é manter o espetáculo como parte do calendário oficial da programação da Semana Santa no Estado.

Serão capacitados com cinco oficinas de teatro, realizados pela atriz Michele Ferrucio 500 jovens. No projeto também estão inseridas oficinas de artigos de páscoa para comunidade, a cargo do Sebrae, além de aulas sobre patrimônio histórico de Juazeiro do Norte e meio ambiente, com técnico do segmento, destinadas a plateias de 500 pessoas.

Serão preparados cerca de mil figurinos para as três apresentações. Três cenários vão compor as estações, a cargo do cenógrafo Demontier, que há vários meses têm realizado pesquisas destinadas à composição das estações. “Todo o trabalho tem uma inspiração que vem desde os filmes que assisti a respeito da Paixão de Cristo, aos cenários dos tempos de infância”, diz ele. Entre as estações, estão a que Jesus carrega a cruz às costas, o encontro com Maria, momento em que é pregado na cruz, a sua morte e o sepultamento.

No cenário, serão investidos R$ 275 mil e envolverá mão-de-obra de mais de trinta trabalhadores. Vão ser utilizadas 30 grandes colunas, em estilo romano. De acordo com Demontier, os trabalhadores serão de Juazeiro e terão a sua orientação para desenvolver a montagem.

Para ele, mesmo há 25 anos atuando na área de construção de cenários, esse é um projeto ousado. Ele destaca cenas como a crucificação, o batismo de Jesus no Rio Jordão, o castelo de Herodes, Monte das Oliveiras, Santa Ceia e o Sermão da Montanha, além de contar com os portais de entrada. A seleção dos figurinos será realizada pela coordenadora Erika Sousa e Júnior Batista. Os atores estarão em condições específicas para os personagens, como tipo físico, por exemplo. A seleção começa em dezembro. (E.S)

Mais informações:
A Paixão de Cristo de Juazeiro do Norte
Rua Menino Jesus de Praga, 279
Novo Juazeiro
Telefone: (88) 8879. 1475

DIÁRIO DO NORDESTE

SOBRE Diário do Sertão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *