Cajazeiras-PB, 21/10/2017

Chuvas animam agricultores; agrônomo vê mudanças climáticas

adalberto-nogueira

As chuvas caídas no Sertão paraibano e a previsão de mais precipitações geraram novo ânimo na região. Os agricultores começaram a plantar na expectativa de consolidação da quadra invernosa. Em Cajazeiras e em outros municípios sertanejos já é possível se registrar a presença de agricultores cuidando de suas lavouras.

As chuvas de março não têm sido suficientes para encher os grandes reservatórios, mas criaram uma expectativa nova para a produção das principais culturas da região: Arroz, feijão e milho. Para o produtor rural Francisco Miguel de Souza, de Cajazeiras, o caminho é iniciar o plantio e acreditar na continuação do inverno. “chovendo, não há outro caminho: é preparar a terra para o plantio”, afirma.

Os agricultores sertanejos ainda têm outra expectativa positiva, que é o Dia de São José. Tradicionalmente, o dia 19 de março é a última esperança dos sertanejos no que diz respeito ao inverno. Muitos aguardam a data para iniciar o plantio das lavouras, mas outros já se anteciparam e começaram a plantar, animados com as recentes precipitações que vêm banhando a região. Se continuar assim, a expectativa é de uma boa safra de grãos, este ano, principalmente nos municípios, onde as chuvas têm caído com maior intensidade.

Na região, voltou a chover na noite dessa segunda-feira (09), em praticamente todos os municípios polarizados por Cajazeiras. As chuvas foram entre 10 e 30 milímetros. Em Cajazeiras, foram pouco mais de 10 milímetros, perfazendo um total no ano, até agora, de 178 milímetros, índice ainda bem abaixo da média histórica.

O agrônomo Adalberto Nogueira revelou que os últimos estudos apontam para mudanças climáticas, principalmente no que diz respeito ao fenômeno El Nino, devendo resultar em mais chuvas na região, neste mês de março e em abril e maio. “Houve alterações, o tempo mudou, e vamos ter mais chuvas na região”, assegurou.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *