Cajazeiras-PB, 19/10/2017

Cajazeiras e Uiraúna devem receber novas ambulâncias do Samu

samu ambulancias_800x600

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou na última quinta-feira o repasse de 363 novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) para 199 municípios de 18 estados. A divulgação ocorreu durante cerimônia em comemoração aos 10 anos de existência do Samu 192. No total, o Ministério da Saúde investiu R$ 50 milhões na compra dos veículos. Além desse valor, serão repassados recursos adicionais para custeio das unidades, no valor de R$ 35,8 milhões por ano.

Do total de veículos entregues, a Paraíba receberá 19 ambulâncias, que atenderão quatro cidades. Para a compra destas unidades, foram investidos R$ 2,3 milhões. Todos os veículos devem ser entregues até meados de janeiro.

“As novas ambulâncias, com tração 4×4, vão para locais de difícil acesso, fazendo com que o socorro possa chegar com mais facilidade e rapidez”, destacou o ministro Padilha.

Nessa primeira década de existência, os números mostram o avanço do serviço. Atualmente existem 3.041 ambulâncias e 182 Centrais de Regulação em funcionamento e 72% da população conta com a cobertura do serviço. São aproximadamente 140 milhões de brasileiros atendidos em 2.660 municípios. Já os recursos disponibilizados pelo Ministério da Saúde para custeio das ambulâncias e das Centrais de Regulação subiram mais de 880%, passando de R$ 90 milhões para mais de R$ 884 milhões por ano.

Na Paraíba existem atualmente sete Centrais de Regulação das Urgências e 159 unidades móveis, responsáveis pela cobertura de 100% da população. O Ministério da Saúde repassa um total de R$ 27 milhões por ano para custeio do serviço no Estado.

O Samu 192 faz parte da Política Nacional de Atenção às Urgências, medida criada em 2003 e que ajuda a organizar o atendimento na rede pública com o socorro à população em casos de emergência.

Com o Samu 192, o governo federal está reduzindo o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, ginecológica e obstétrica e de saúde mental da população.

O Samu realiza o atendimento em residências, locais de trabalho e vias públicas, contando com as Centrais de Regulação, profissionais e veículos de salvamento. As centrais têm papel indispensável para o resultado do atendimento, sendo o socorro feito após chamada gratuita para o telefone 192.

JORNAL DA PARAÍBA

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *