Cajazeiras-PB, 20/10/2017

Baixo volume de Boqueirão de Piranhas deve provocar poluição total das águas

BOQUEIRAO-SET-2014

O baixo volume de água armazenado no açude de Boqueirão, principal manancial que abastece as cidades de Cajazeiras, Nazarezinho, distrito de São Gonçalo e a cidade de Sousa, está provocando um problema que deverá refletir dentro dos próximos meses na má qualidade da água consumida por essas populações. Com o baixo nível, o acumulo de peixes se intensifica em determinadas partes do açude, provocando diminuição no oxigênio e conseqüentemente a morte em demasia.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cajazeiras Rildo Soares que esteve a cerca de 15 dias visitando Boqueirão, é visível a situação, e a mortalidade de peixes deverá acontecer dentre em breve, o que causará a poluição da água ficando imprópria para o consumo.

O fato já foi alertado por diversas vezes pelo engenheiro agrônomo Adalberto Nogueira, que tem discordado dos números do volume de Boqueirão apresentados pela ANA (Agência Nacional das Águas) e AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas) do estado da Paraíba. Segundo os dois órgãos, o manancial teria um volume de 28 milhões de m³, o que para o engenheiro é um grande equívoco.

Adalberto disse que considerando os níveis de assoreamento que em São Gonçalo chega a 22,9% e em Boqueirão 22%, Engenheiros Ávidos só tem atualmente 19 milhões de m³, o que já está próximo de atingir a reserva intangível que é de 16.840 milhões de m³, explicou.

BLOG DO FURÃO

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *