Após batida de balsa, ponte cai no Pará

95

??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

O acesso ao município de Moju, região Nordeste do Pará, via terrestre está interrompido depois que parte da ponte que dá acesso ao município caiu na madrugada do último domingo (23) após uma balsa transportadora de óleo destruir um dos pilares que sustenta a estrutura. A construção integra o complexo Alça Viária, entregue a população em 2002, e faz parte da rodovia estadual PA-483.

Localizada a 120 km de Belém, a ponte liga a capital do Estado aos municípios do Sudeste paraense. Não houve vítimas. A PRE (Polícia Rodoviária Estadual) Informou que a área destruída pode chegar a 100 metros. Informações do Corpo de bombeiros apontam que as frestas entre os blocos de concreto que permitem a movimentação durante a passagem de automóveis, que deveriam medir em média 0,5 cm, chegam a 70 cm. A ponte fica a 23 metros acima do nível da água.

O transporte dos veículos que pretendem sair de Moju será feito gratuitamente por meio de duas balsas das empresas Henvil e Arapari disponibilizadas pelo governo do Estado, pela Setran (Secretaria de Estado de Transporte). As embarcações já estão no local.

A travessia do rio, que tem uma extensão de 500 metros, será feita 24h, diariamente até a recuperação da ponte. De acordo com informações de moradores do município, longas filas de carros se formaram nas proximidades da ponte desde o acidente.

Como rota alternativa, alguns motoristas estão utilizando as rodovias BR-222 e PA-252 na tentativa de sair da cidade. O percurso por estas vias atrasa em horas a viagem. Na manhã de hoje, equipes de engenheiros da Setran realizaram perícia no local para avaliar os danos Corpo de Bombeiros e Capitania dos Portos. No laudo técnico, que será elaborado em 48 horas após a conclusão dos trabalhos, constará ainda o tempo necessário para reconstrução da ponte.

Colisão – Por volta das 22h30 de ontem uma balsa da empresa CNA, que prestava serviço para a empresa Agropalma, bateu em dos pilares da ponte localizada no Km 48 da PA 483 –a quarta da Alça Viária para quem segue no sentido Belém-Moju–, bateu em um dos pilares da ponte, causando rompimento de parte da estrutura.

A embarcação transportava 900 toneladas de óleo de dendê. Homens da PRE orientam motoristas que trafegam pela área.

UOL

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.