Cajazeiras-PB, 19/11/2017
HOME » ALMANAQUE » Ana Helenita Braga, a Nininha

Ana Helenita Braga, a Nininha

NININHA-BRAGA

Sempre sonhei fazer algo para que a memória dos meus pais não fossem esquecida pelos nossos netos e bisnetos. Hoje, se fosse viva, minha mãe faria 100 anos. É um momento importante para agradecermos a Deus a imensa “Graça”, de termos essa grande mulher como a nossa querida mãe.

A história de minha mãe, Ana Helenita Braga, se inicia no sítio Serraria onde nasceu em 22 de abril de 1915. Foi carinhosamente denominada de Nininha e, assim, conhecida ao longo de toda vida. Filha de Francisco Mangueira de Souza (Francisquinho) e Inácia de Sousa Rolim (Inacinha), descendentes direto dos fundadores de Cajazeiras. Nos seus primeiros anos de vida, estudou em Cajazeiras, na escola de Dona Vitória Bezerra.

Morou na época de 1931, em Boqueirão, durante a construção do açude de Engenheiro Ávidos. Foi nessa época, conheceu seu futuro marido João Augusto Braga. Tinha dezoito anos. Logo, foi iniciado o namoro, o noivado e casaram em 02 de dezembro de 1933.

Meus pais, eram muito apaixonados. Sempre estavam juntos, de mãos dadas. Não brigavam e nem levantam a voz um com o outro. Após a morte do meu pai, somente saia de casa para assistir a missa, fazer a feira ou para poucas festas de aniversários ou cerimônias de casamento que, em geral, ia para a Igreja e voltava para casa ficando pouco tempo na recepção.

Minha mãe era muito religiosa. Participava de todas as atividades da Igreja, preparava novenas, orações e festas religiosas, especialmente o Natal, sua preferida. Seu exemplo de caridade, é uma lembrança que trazemos tatuada em nossas vidas.

Somos hoje, 10 filhos vivos: Maria Elita Braga Cartaxo (Tantino), Francisca Emilta Braga Bezerra (João Bezerra +); Maria Ezilta Braga Motta (Carlos Motta); Francisco Emilson Braga (Euda Ribeiro Braga); Maria Elzenita Braga Alves de Oliveira (Gabriel Alves de Oliveira +); Maria Ezilma Braga Rolim (Guerton de Assis Rolim +) ; Maria do Socorro Braga de Freitas (Raimundo Dario Gomes de Freitas +) ; Maria Eneide Braga (Celso Cavalcanti Silva +); João Eudes Braga (Maria do Socorro Rolim Braga) e Francisco Evandro Braga (Liane Claudino Pinheiro Braga).

Agradecemos querida mãe, pelo carinho e amor dedicado a cada um de nós ensinando-nos com seu exemplo de vida, força, caridade, religiosidade, honradez e dedicação à família nos dando a certeza de que do amor que damos, só amor herdamos.

MARIA ELITA BRAGA CARTAXO

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *