Aldo Lins, o poeta da alma de vidro

AM3 – 250×250

Aldo Lins é natural de Cajazeiras na Paraíba, filho de José Ferreira Lins e Dulcimar Tavares Lins. Iniciou sua trajetória literária em João Pessoa, onde cursou a Faculdade de Direito. Os seus primeiros escritos foram publicados pelo Sebo Cultural da capital paraibana.

Em 2002, já residindo no Recife, publica pela Editora Universitária da UFPE, a 1ª edição de Alma de Vidro. Em 2004, no período em que organizava o antológico recital Hospício-Poético, é selecionado entre vários nomes da poesia independente do Recife, para compor a Coletânea Marginal Recife, publicada pela Fundação de Cultura da Cidade.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em 2009, depois de ter ministrado oficinas literárias pela FUNDARPE e também ter feito parte da equipe organizadora do recital Canta Boa Vista, começa a articular a partir de uma ideia inédita a Antologia Poesia Paraibana no Recife, e neste mesmo ano publica pela Editora Paés a 2ª edição do seu Alma de Vidro.

É criador de um dos mais importantes saraus do Recife: “Sarau da Boa Vista” que acontece mensalmente no último sábado de cada mês na Rua do Hospício.

COM INFORMAÇÕES DO LIBERARTI
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.