Cajazeiras-PB, 14/12/2017
HOME » NORDESTE » Aeroporto de Juazeiro do Norte é apontado como de grande potencial

Aeroporto de Juazeiro do Norte é apontado como de grande potencial

REGIONAL

Mesmo citado por diversos segmentos relacionados à aviação como o Estado com a melhor infraestrutura para atender às demandas regionais, o Ceará teve apenas dois aeroportos – o de Juazeiro do Norte e o de Sobral – apontados entre 100 terminais regionais brasileiros de maior potencial de desenvolvimento econômico, conforme estudo elaborado pela empresa de inteligência Urban Systems.

A partir de critérios listados ao redor de áreas como infraestrutura e localização, transporte de passageiros, transporte de cargas e desenvolvimento imobiliário/receitas acessórias, o terminal localizado no Cariri cearense logrou melhor avaliação ao figurar na 34ª posição geral e 7ª na região, sendo classificado como de “alto potencial”.

Sobral

Já o aeroporto de Sobral, na região Norte, cujos voos ainda não operam com frequência, ficou na 80ª posição na classificação nacional e na 16ª entre os terminais nordestinos pesquisados, ficando com a nomenclatura de “baixo potencial” .

Para o titular da Secretaria de Turismo do Ceará (Setur), Bismarck Maia, apenas os terminais de Juazeiro do Norte e de Sobral foram citados na pesquisa “porque eles (da Urban Systems) não conhecem os aeroportos de Aracati e Jericoacoara”, os quais, segundo o secretário, terão papel fundamental no desenvolvimento da aviação regional no Estado a partir de 2015.

Escoamento

Ao apontar a importância da aviação para o desenvolvimento do turismo e também da economia das macrorregiões cearenses, Bismarck cita os aeroportos situados nos litorais Leste e Oeste do Estado como futuras vias de escoamento de produtos e trânsito de turistas.

“Poderemos colher as flores e, em 6h, elas estarão em São Paulo. Menos tempo que levam para chegar a Fortaleza hoje. O mesmo acontecerá com os camarões congelados”, exemplifica o secretário. Atualmente, o Ceará conta com 14 aeroportos regionais administrados pelo governo estadual, por meio do Departamento de Estradas Rodovias (DER). No entanto, apenas três (Juazeiro do Norte, Aracati e Jericoacoara) são/serão destinados a voos comerciais. Os demais funcionam dentro de uma dinâmica de voos fretados e/ou particulares.

Após a conclusão de Aracati, que já conta com um ponto de apoio da TAM, e de Jericoacoara, cujas obras estão em fase de finalização, o terminal de Limoeiro do Norte será o próximo a receber reforma e ampliação. De acordo com Bismarck, o edital de licitação deverá ser lançado ainda nesta semana.

Sudeste em alta

Como nos trechos operados entre as capitais de cada estado brasileiro, os aeroportos de maior classificação estiveram no Sudeste, onde subfatores como Produto Interno Bruto (PIB) municipal, voos regulares, destino de negócios, linhas interestaduais e importação e exportação aéreas são, especialmente, mais significativas que as do Nordeste ou das demais regiões.

Entre os 20 terminais com título de potencial “muito alto”, 11 estão no Sudeste, sete no Sul, um no Centro-Oeste e mais um no Nordeste. Os primeiros cinco da lista da Urban Systems são os seguintes aeroporto: São José Dos Campos (SP), Ribeirão Preto (SP), Joinville – Lauro Carneiro de Loyola (SC), Campos dos Goytacazes (RJ) e Uberlândia – Tenente Aviador César Bombonato (MG). O único da região Nordeste a aparecer entre esses 20 terminais foi o Aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande (PB). (AOL)

Descentralização ajudaria a expandir atividade turística

Canoa Quebrada e Jericoacoara, localizadas respectivamente nos litorais Leste e Oeste, são as praias mais procuradas pelos turistas que chegam ao Ceará. Mas, os dois destinos poderiam ser muito mais frequentados caso existissem voos comerciais para os aeroportos de Aracati e de Jericoacoara, que têm capacidade para receber aeronaves de grande porte. Construídos pelo governo estadual, com recursos federais, para oferecer mais comodidade e economia de tempo aos visitantes, os equipamentos ainda não estão funcionando.

O Aeroporto Dragão do Mar, em Aracati, foi inaugurado há pouco mais de dois anos, tendo recebido um investimento de R$ 36 milhões. A Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), inclusive, autorizou operações comerciais no equipamento no último mês de maio. Já o aeroporto Internacional de Jericoacoara, localizado no município de Cruz, deveria ter sido concluído há dois anos. Agora, a entrega da obra está prevista para dezembro próximo.

Segundo a Secretaria do Turismo do Estado do Ceará (Setur), 80% dos serviços estão prontos, faltando a conclusão dos terminais de passageiros. As pistas para pousos e decolagens foram finalizadas. O investimento é de R$ 47,4 milhões.

Cadeia do turismo

O pleno funcionamento desses aeroportos beneficiará toda a cadeia produtiva do turismo, afirma o presidente em exercício da Associação Brasileira de Agências de Viagens no Ceará (Abav-CE), Colombo Cialdini. “Com certeza, as operações comerciais seriam fundamentais para atrair um número ainda maior de visitantes, não só para Canoa Quebrada e Jericoacoara, como também para as praias próximas. Isso representaria um ganho para a nossa economia, beneficiando hotéis, pousadas, lojas de artesanato, agências de viagens, entre outras atividades”, declara.

Cialdini lembra que, na região Nordeste, Bahia e Pernambuco são exemplos de como a aviação regional pode impulsionar a economia de um destino turístico. O aeroporto de Ilhéus é a principal porta de entrada de turistas para a Costa do Cacau, na Bahia, assim como o aeroporto de Fernando de Noronha é o ponto de acesso para o arquipélago pernambucano.

“Aqui, no Ceará, quem deseja aproveitar as nossas belezas naturais ainda tem que passar por Fortaleza”, compara, dizendo que o Plano Nacional de Aviação Regional será fundamental para descentralizará os voos dos grandes centros urbanos.

A integração dos aeroportos regionais, explica, também fará com que os turistas conheçam mais destinos intra-regionais pagando menos pelos pacotes turísticos. Atualmente, é comum encontrar pessoas que vêm ao Ceará por meio de agências de viagens e deixam de visitar destinos no estado vizinho do Rio Grande do Norte, por exemplo, porque precisam desembolsar mais dinheiro por outros pacotes.

Aeroportos no CE

Aracati

Aeroporto de Aracati

Boa Viagem

Aeroporto Coronel Virgílio Távora

Camocim

Aeroporto Pinto Martins – Camocim

Campos Sales

Aeroporto de Campos Sales

Crateús

Aeroporto de Crateús

Fortaleza

Aeroporto Internacional Pinto Martins

Iguatu

Aeroporto de Iguatu

Juazeiro do Norte

Aeroporto Regional do Cariri

Mombaça

Aeroporto de Mombaça

Morada Nova

Aeroporto de Morada Nova

Limoeiro do Norte

Aeroporto de Limoeiro do Norte

Quixadá

Aeroporto de Quixadá

Sobral

Aeroporto de Sobral

Tamboril

Aeroporto de Tamboril

DIÁRIO DO NORDESTE

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *