Advogado Antonio Quirino de Moura comemora 50 anos de formatura


Dr. Quirino de Moura completa 50 anos de formatura, sendo, hoje, o mais antigo advogado de Cajazeiras em atividade.

O advogado Antonio Quirino de Moura é filho de José Pedro Quirino e Maria Félix de Moura. Nasceu no Distrito de Melancias, atualmente no Município de Santa Helena, e iniciou seus estudos na escola particular do Sitio Poço da Pedra, onde tinha como professora a senhora Iaiá Formiga.

Estudou ainda nos Colégios Salesianos de Cajazeiras – PB, Jaboatão-PE, Natal-RN e Recife-PE. Na capital pernambucana prestou vestibular para o curso de Direito, em janeiro de 1963, tendo sido aprovado entre os primeiros colocados.

Quirino colou grau no Curso de Direito em 08 de dezembro de 1967, na “Turma Desembargador Ângelo Jordão Filho”, da Faculdade de Direito do Recife, da Universidade Federal de Pernambuco, além de ter sido graduado em Filosofia pelo Instituto Filosófico São João Bosco (em Natal-RN), e, em Letras, no ano de 1966, ao lado do também advogado cajazeirense João Bosco Braga Barreto, pela Universidade Católica de Pernambuco.

Dr. Antonio Quirino, profundo conhecedor das línguas francesa e italiana, é habilitado para lecionar português, francês, tendo lecionado no Liceu Pernambucano, enquanto residiu no Recife. A partir de 1968, radicou-se definitivamente em Cajazeiras, iniciando sua carreira ao lado dos bacharéis José Rolim Guimarães, José Derville Araruna e Deoclécio Maniçoba.

Nos anos de 1968 a 1972, Quirino exerceu o cargo de primeiro diretor do memorável Colégio Estadual de Cajazeiras Professor Crispim Coelho. Exerceu, ainda, entre os anos de 1969 e 1972, o cargo de Secretário de Educação de Cajazeiras, na gestão do então prefeito Epitácio leite Rolim.

Instalou o escritório de advocacia em Cajazeiras na Praça Coração de Jesus, nº 67, 1º andar, no dia 09 de maio de 1968, dedicando-se desde logo a advocacia criminal, atividade de sua preferência, até os dias atuais.

Candidatou-se a prefeito de Cajazeiras no ano de 1972, tendo vencido seu colega advogado João Bosco Barreto. Durante a sua gestão enfrentou e venceu desafios, ainda hoje lembrados pela sociedade cajazeirense, dentre eles, a abertura de dois trechos da Rua Padre José Tomaz e a implantação das ruas Anísio Rolim e Francisco Aprígio Nogueira, localizadas na área sul da cidade e que dão acesso a BR 230, nas proximidades do Estádio Perpetão.

Outro marco importante destacado na sua gestão pública foi a construção do atual prédio da Biblioteca Pública Municipal Castro Pinto com recursos próprios do município, considerado o primeiro espaço cultural da Paraíba, inaugurada em maio de 1974.

Inúmeras outras obras foram construídas mediante convênio Prefeitura / Estado, nos governos de Ernani Sátiro e Ivan Bichara, dentre elas: o Canal do Sangradouro do Açude Grande, os esgotos, o Parque de Exposição de Animais, o Armazém da Cibrazem, Centro Social Urbano, Batalhão da Policia Militar, Delegacia de Policia, Centro Administrativo, incluindo o Fórum da Justiça Estadual, Cagepa, Saelpa, e o antigo Banco do Estado da Paraíba, hoje, Santander.

Concluído o mandato de prefeito, retornou a advocacia, sendo nomeado advogado de oficio de Cajazeiras, São José de Piranhas e Bonito de Santa Fé, pelo então Governador da Paraíba, o cajazeirense Ivan Bichara Sobreira.

Ao longo da sua trajetória pública, além de advogado, Dr. Quirino foi professor-fundador da Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de Cajazeiras – FAFIC, hoje Campus V da UFCG, como professor de português, reconhecido pelo Conselho Federal de Educação.

Também lecionou a cadeira de Direito Comercial no Campus VI da UFCG em Sousa-PB, então UFPB, e língua latina no curso de Letras da UNIPÊ e na Escola Preparatória da Magistratura do Tribunal de Justiça – ESMA, ambas em João Pessoa-PB.

Faz parte, ainda, di seu currículo, ser membro fundador do instituto Brasileiro de Direito Municipal, instituído em Recife no ano de 1974, hoje com sede em Porto Alegre-RS.

Na política, Quirino de Moura exerceu os mandatos de Prefeito de Cajazeiras no período de 1973 a 1977, e de Vice-Prefeito do Sr. José Nelo Zerinho Rodrigues, de 1993 a 1996; de Deputado Estadual de 1979 a 1991; além das funções de Secretário Adjunto de Educação do Estado da Paraíba no ano de 2002, no governo de Roberto Paulino, e Secretário Executivo da Indústria e Comércio da Paraíba no terceiro governo de José Maranhão.

Casou-se em 1982 com a odontóloga Franciene Rolim, com quem tem três filhos: Thiago (enfermeiro), Maria Izabella (médica) e Felippe (Fisioterapeuta), e um neto: Antonio Quirino de Moura Neto.

Atualmente exerce é integrante do escritório “Qurino Advocacia”, onde milita na área criminal em Cajazeiras, ao lado do sobrinho João de Deus Quirino Filho, atual presidente da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil em Cajazeiras, e em João Pessoa ao lado dos advogados cajazeirenses Hugo Moreira Feitosa e Nathalia Maria Vieira Moura, sua sobrinha.

Realizado como advogado, Dr. Quirino é um eterno vibrador no exercício da advocacia criminal, porém as suas atividades judiciais nunca o distanciaram das atividades que mais gosta, vida do campo, vaquejada, cavalgadas, missa do vaqueiro, e continua criando gado, caprino e ovinos, mantendo uma excelente montaria.

POR HUGO MOREIRA FEITOSA

1 Comment

  1. Terezinha Rufino de Souza
    13/12/2017

    Muito feliz por ter noticias do Dr. Quirino. Estudei no Colegio Estadual de 1969 a 1971. Não tinha dinheiro para pagar a matricula e ele sempre gentil não me cobrava.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *