Cajazeiras-PB, 19/11/2017
HOME » ALMANAQUE » Acabou a feira!

Acabou a feira!

fina_estampa_cenas2_novajan1_f_081

Dodô Mangueira, um dos maiores contadores de estórias cajazeirenses, chegou com a bateria carregada! Estava naqueles dias em que os que apreciavam a sua boa prosa não tinham nem tempo de descansar a ‘queixada’: era uma risada atrás da outra!

Eu também na ‘móia’!

Num determinado momento alguém falou a palavra ciúme. Pronto. Dodô logo puxou o fio da memória e desandou a lembrar de um causo…

Segundo Dodô Mangueira, Raimundo de Sinhá era casado com uma morena ‘aprumada’, gente boa. Só que Raimundo tinha ciúmes, porque ela vendia roupas nas feiras do sertão e era obrigada fazer viagens em carros de aluguel.

Certo dia, Raimundo sonhou que a mulher botava chifre nele com um motorista feirista. E não perdeu tempo. De manhã cedinho, ele acordou e ‘botou’ fogo em todo o estoque de roupas que a esposa guardava em casa.

A mulher despertou assustada com o fogo. “- O que é isso, Raimundo?”

E o sonhador: “- A partir de agora não tem mais feira pra seu ninguém!”

Dodô dá uma risada de sua estória e finaliza: “Será que era ciumento?!”

DIRCEU GALVÃO PARA O SETE CANDEEIROS

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *