A Faisqueira do Gazeta


Frase da semana mais compartilhada pelas redes sociais: “Cajazeiras só quer ser o Rio de Janeiro: tem o Leblon, o Cristo Redentor, tiroteio todo dia e, agora, salários atrasados dos servidores municipais”. (Autor desconhecido). 

A única com moral  A ex-prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque, dentre os ex-gestores, é a única que tem moral para falar e criticar a administração do prefeito Zé Aldemir. Esta semana fez uma postagem “mostrando os erros”, mas ao mesmo tempo, com postura e ética, desejava que o mesmo tomasse um “rumo certo”, do “jeito certo”.

São José de Piranhas continua líder  O município de São José de Piranhas continua liderando na Região do Alto Piranhas em número de suicídios. Estudos e seminários já foram feitos, mas as causas não foram detectadas. Mais um se enforcou esta semana para engrossar as estatísticas.

Escapou fedendo  Nesta onda de assassinatos que a cidade de Cajazeiras está vivendo, quando só este ano foi registrado 19 homicídios, um cidadão estava sentado na calçada de sua casa e chegaram dois elementos numa moto e quando um deles estaria para disparar os tiros, foi alertado: “não é este aí, vamos embora”. A polícia diz que isto é uma “invenção”. Será?

Na lista dos 15  Na “famosa” relação onde constam os nomes de 15 pessoas “marcadas para morrer”, em Cajazeiras, teria o nome de um radialista. Não se sabe quem seria, mas o fato é que continua circulando a famosa frase, divulgada pelas redes sociais por um dos “envolvidos”: “pai faz, mãe cria e nós mata”. É preciso cuidar. Não dá para confiar nesta gente.

Dor de cabeça  A grande dor de cabeça do prefeito Zé Aldemir tem sido a falta de recursos no caixa da tesouraria para pagar ao funcionalismo público. Algumas categorias ainda não receberam o mês de novembro, cujo pagamento está sendo “prometido” até o dia 29 de dezembro.

Escafedeu-se  O prefeito de Cajazeiras, médico Zé Aldemir, anunciou o pagamento do 13º do funcionalismo, para o dia 20 de dezembro, mas ao chegar na agência não existia nadica de nada em suas contas. O prefeito fez bem em “fugir” para João Pessoa logo no período da manhã, e escapou de ouvir os “impropérios” dos servidores a cada ida ao caixa e não ver o seu dinheiro depositado, que só deu o ar da graça às 15h30. Vai ser preciso benzer de novo o prédio da Caixa Econômica, onde funcionou a cadeia pública da cidade.

Disse não  A ex-prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque, foi convidada para dar uma entrevista a uma emissora de rádio da cidade, para falar sobre sua candidatura a deputada federal, suas ações como secretaria executiva do governo de Ricardo Coutinho e uma avaliação do governo de Zé Aldemir, mas disse: “não, este ano não”.

Apostas  Os “viciados” fazem apostas até em jogo de castanha, mas no momento o que está em alta é a quantidade de votos que vai tirar o sapateiro Antonio Gobira, que nos últimos dias tem andado mais que burra de padre. O item mais apostado é: vai repetir o número de votos da última eleição ou não?

Marcha ré  A prefeita de Poço de Zé de Moura, Aurileide Moura, enviou um Projeto de Lei para a Câmara Municipal solicitando a aprovação para que o prefeito e o vice recebessem o 13º salário. A repercussão foi tão negativa que a prefeita, via redes sociais, declarou que não iria mais receber. Por falta de um grito quase que esta “mufufa” ia fazer na falta na ajuda aos pobres do município.

Embolsou  Enquanto isto no município de Monte Horebe, o prefeito Marcos Eron e o vice teriam recebido, com aprovação da Câmara, o 13º e com a “mufufa” extra no bolso já garantiram uma boa ceia de Natal com direito a peru e uísque 20 anos. Os gestores esquecem que não são funcionários públicos, únicos com direitos ao 13º. Em Monte Horebe as oposições silenciaram diante do fato.

Não tá sobrando nada  O prefeito de Cajazeiras, médico Zé Aldemir, depois que baixou um decreto proibindo expedição de passagens e diárias, pela quantidade de vezes, que nos últimos 40 dias, tem viajado com destino a capital do estado e a Brasília, os 20 mil reais que recebe como subsídio não dá para cobrir as despesas. O Natal de Zé, que vai passar com os netos em João Pessoa, vai ser custeado com o dinheiro das aposentadorias como deputado e médico. Ainda bem.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *