A Faisqueira do Gazeta


Marcados para morrer  O jovem que matou seu irmão, com um tiro espingarda 12, que segundo ele teria sido acidental, em entrevista exclusiva na Rádio Alto Piranhas, declarou que não estava indo para o albergue, na cadeia de São João do Rio do Peixe, porque seu nome constava em uma lista para ser executado e que sua mãe tinha conhecimento de muitas “conversas” em torno deste assunto.

Mais execuções  Em apenas quatro dias dois jovens foram executados: um com 17 anos com uma saraivada de tiros de pistola 380, no dia 11/12, era filho único. O outro com 24 anos, no dia 14/12 morto por dois encapuzados com tiros na cabeça. Nos bastidores comenta-se que há envolvimento com drogas. De uma possível lista com 17 nomes, que circula por aí, ainda faltam seis para viajar pra terra de pés juntos.

Vigilância  Muito embora a Polícia Militar tenha redobrado o esforço em conter a violência na cidade de Cajazeiras, exercendo blitz e outras permanentes ações, o número de assassinatos de 2017 já é superior ao de 2016. Uma das causas seria o domínio do território do tráfico, que desde a morte de Marcos Aleijado, a disputa ainda é muito grande e não houve uma “definição” e parece que esta briga vai longe.

O “gordinho”  O abono natalino que o governo de estado vai pagar às famílias que vivem na linha de pobreza, no valor de R$32,00, no ano passado dava pra comprar um bujão de gás. Já em 2017, tem que arranjar mais R$28,00 para levar um “gordinho flamejante” para casa. Ainda dizem que não existe inflação.

Sem desarrumar as malas  O prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, em menos de cinco dias já fez duas viagens para Brasília, sempre acompanhado de sua esposa, Dra. Paula Meireles, que é também secretaria de saúde, que não está tendo mais nem tempo e trabalho de arrumar/desarrumar as malas. Passarinho que não voa, não bebe água.

Injuria  Circulou pelas redes sociais um vídeo  que poderia ter sido uma discussão entre um casal e nele aparece uma criança e quem filmou e postou não tem a menor idéia do “estrago” que pode fazer na vida desta criança, tanto na escola como no seu circulo de amigos. No vídeo se supõe ser de um cidadão com vida político-partidária em Cajazeiras e quando entra a política pelo meio, infelizmente, não está mais existindo fronteiras e nem decência, nem respeito e dignidade e atingem-se famílias e amigos. Por onde anda o Ministério Público?

Quanto custa cada vereador? As despesas orçamentárias da Câmara Municipal de Cajazeiras passaram de R$2.403.482,42, em 2012 para R$5.480.517,00 em 2018. Faltou pouco para dobrar nestes últimos cinco anos. Este volume de recursos representa 3% do Orçamento geral. Cada vereador custará R$365.367,80. Este é o preço da democracia.

Recursos minguados  Enquanto a Câmara de Cajazeiras vai ter a sua disposição cinco milhões e quatrocentos e oitenta mil reais, a secretaria de Agricultura ficou com  seis milhões e oitocentos mil reais. Está existindo qualquer coisa errada nesta partilha. Desde que mudaram o nome para Desenvolvimento Rural e do Meio Ambiente o que se observa no campo é uma involução. Qual a contribuição do meio rural para o crescimento de Cajazeiras?

Resgate  Tudo leva a crer que o município de Cajazeiras vai resgatar e por num lugar de destaque um dos seus mais ilustres filhos, o ex-governador Ivan Bichara Sobreira, que no próximo ano, no dia 24 de maio, acontecerá a celebração do centenário de seu nascimento. O prefeito Zé Aldemir nomeou uma comissão para cuidar da festa.

Popularidade  O primeiro ano da gestão do prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, não teve uma aprovação “summa cum laude”, mas ficou na média. Fica a advertência: são os erros que nos levam a perfeição. Ainda tem três anos pela frente para corrigir a rota e singrar mares com calmaria.

Sem previsão  Não tem vidente nenhum que possa prever, nem botando bola de cristal, como vai ser o comportamento do eleitor diante da urna eletrônica, em 2018. Será que vamos ter renovação acima de 80% como querem os analistas políticos ou o que cantou Geraldo Vandré: “Vem, vamos embora,/que esperar não é saber/Quem sabe faz a hora, /não espera acontecer”. É chegada a hora de uma mudança radical?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *