Cajazeiras-PB, 19/11/2017
HOME » CAJAZEIRAS » A Faisqueira do Gazeta

A Faisqueira do Gazeta

Contabilidade complicada  Em qual rubrica será contabilizada as doações, aos cofres do município de Cajazeiras, do prefeito e do vice, além dos secretários? Como fazer na declaração do imposto de renda? Os doadores terão bônus ou só dano? O volume arrecadado resolveria a crise? Não resolveria, com certeza. O buraco é mais em baixo.

Mistério!!!  A presença do prefeito Zé Aldemir na solenidade de entrega dos títulos de cidadania às Doutoras Maura Sobreira e Emmanuely Cariri, na Câmara Municipal de Cajazeiras, causou surpresa a muita gente e até mesmo as agraciadas.

Ausências  Quem não deu nem o ar da graça foi Carlos Antonio, Denise Albuquerque e os vereadores ligados ao prefeito Zé Aldemir. Na realidade Carlos nunca se “bicou” com as homenageadas desde o inicio da primeira gestão de Ricardo Coutinho, que sonhava em comandar a gestão da saúde em Cajazeiras, mas nunca lhe foi dada esta oportunidade.

Sapos e jias  Carlos Antonio tem feito mais jogo de cintura que bailarina de circo pobre e tem adquirido conhecimento e se tornado doutor na arte de engolir sapo e até jia de cacimbão, quando se trata de seu “relacionamento” com o governo de Ricardo Coutinho. Seus fiéis aliados esperam a “hora acontecer”.

De costas  Carlos Antonio teria sido indagado sobre a postura de alguns vereadores do que seriam as “oposições” em Cajazeiras, estaria respondendo igual ao Seu Boneco, aluno da Escolinha do Professor Raimundo: “Galera, esta eu vou responder de costas: oposição, que oposição”. Rio cheio, mufufa e outras coisas duras, arrede do meio.

Vulnerável  O setor que menos agüenta atraso de pagamento é o da mídia e os gestores deste departamento da prefeitura de Cajazeiras, estão muitos preocupados com a queda de arrecadação e tentando junto à secretaria de finanças “engendrar” uma solução para ir começando apagar alguns focos de incêndio, jogando uns baldes com água misturada com grana.

Certeza  Tem gente ligada ao Palácio da Redenção e a Granja Santana que não tem mais dúvida nenhuma de que o governador Ricardo Coutinho não vai renunciar em Abril de 2018 para ser candidato a senador. O núcleo forte dos girassóis está adorando, enquanto o pessoal da política partidária não estaria gostando nadica de nada e vão ter que engolir o “Mago” até o final.

Audiência  O prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, teria solicitado uma audiência com o governador Ricardo Coutinho e na agenda consta o atraso dos repasses da contrapartida do estado para o SAMU. Enquanto isto quem está sendo jogado contra os lajedos são os funcionários que estão com seus proventos atrasados. É o empurra empurra sem fim.

Plantação de boato  A roça aonde mais se planta boato, em Cajazeiras, está situada no calçadão da Tenente Sabino, de onde teria saído esta semana mais um bem cabeludo: que Zé Aldemir ia entregar a prefeitura para ser candidato a deputado estadual. Neste caso a roça aonde ia chover mais era a de Marcos do Riacho do Meio.

Sem representação  A cidade de Cajazeiras, com a quantidade de candidatos a deputado poderá ficar mais uma vez sem representação e sem voz em Brasília. Além de Antonio Vituriano, Denise Albuquerque e Antonio Gobira, os votos da cidade serão repartidos para Gervásio Maia (apoiado por Jeová e o grupo ligado a Ricardo Coutinho), Aguinaldo Ribeiro (apoiado por Zé Aldemir), sem esquecermos Efraim Filho (apoiado por Léa Silva).

Única esperança  A esperança que resta aos cajazeirenses reside na pessoa do senador Raimundo Lira, que é candidato a reeleição e que tem se constituído num defensor dos pleitos de Cajazeiras e também o responsável por abrir portas dos ministérios desde quando Denise foi prefeita e mais ainda com Zé Aldemir. Como são dois nomes a serem sufragados, os cajazeirenses poderiam votar em peso em Lira.

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *